Em formação

Qual é a maior depreciação noturna?


Qual é a maior depreciação da moeda durante a noite? Qual o tamanho, que moeda e quando?

Ao examinar os registros históricos de depreciação da moeda, é útil ter um melhor entendimento do que é normal, para que se possa entender o impacto de uma depreciação anormalmente grande.


Uma mudança "durante a noite" no valor de uma moeda é um desvalorização, não uma depreciação.

Provavelmente, a maior desvalorização da noite para o dia foi 31 de janeiro de 1934, a desvalorização do dólar de $ 20 para $ 35 por onça, uma desvalorização de 40%. A oferta de dinheiro era de cerca de US $ 8 bilhões, mais pelo menos outros US $ 12 bilhões em títulos lastreados em ouro. Então, talvez o apagamento total tenha sido 40% de $ 20 bilhões ou $ 8 bilhões de dólares, valendo 400 milhões de onças de ouro (antes da desvalorização). A partir de agora, 400 milhões de onças de ouro valeriam $ 480 bilhões de dólares (2014).

Se o governo dos EUA fizesse uma façanha como essa hoje, isso resultaria em uma perda de cerca de US $ 12 trilhões para pessoas em todo o mundo.

Outra coisa importante nesta lista é a eliminação de Gorbachev. Em 1989, a União Soviética sob Gorbachev invalidou todas as notas de 50 e 100 rublos. Não há como dizer quanto dinheiro os cidadãos soviéticos acumularam, mas poderia facilmente ter sido 100 bilhões de dólares.


Taxa de inflação dos EUA por ano de 1929 a 2023

A taxa de inflação dos EUA por ano é a porcentagem de mudança nos preços de produtos e serviços de um ano para o outro, ou ano a ano.

A taxa de inflação responde a cada fase do ciclo de negócios. Essa é a ascensão e queda naturais do crescimento econômico que ocorre ao longo do tempo. O ciclo corresponde aos altos e baixos do produto interno bruto (PIB) de uma nação, que mede todos os bens e serviços produzidos no país.

Principais vantagens

  • A taxa de inflação dos EUA por ano é o quanto os preços mudam ano a ano.
  • As taxas de inflação anuais fornecem uma imagem mais clara das variações de preços do que a inflação média anual.
  • O Federal Reserve usa a política monetária para atingir sua meta de 2% de inflação.
  • A inflação tem se mantido estável nos últimos anos, graças a melhores decisões de política e gestão das expectativas de inflação.

Acabar com despesas e outras formas de depreciação acelerada é a chave para a reforma tributária real

Como o ITEP explicou em um relatório no ano passado, os defensores da depreciação acelerada afirmam que ela incentiva as empresas a investir e expandir e, portanto, ajuda a nossa economia, mas há poucas evidências disso. Em vez disso, é uma redução de impostos muito cara que recompensa as empresas em troca de investimentos que elas teriam feito de qualquer maneira. Também conflita fundamentalmente com a própria noção de tributação da renda.

O que é depreciação?

Nosso sistema tributário baseia-se na ideia de tributar a renda. No caso de uma empresa, podemos pensar na receita como qualquer aumento no patrimônio líquido da empresa. Se uma empresa compra um produto de um fabricante por US $ 10 e vende para um consumidor por US $ 11, então (assumindo nenhum outro custo) o patrimônio líquido da empresa aumenta em US $ 1, o que é outra maneira de dizer que tem uma receita de US $ 1.

Mas e se a empresa comprar uma máquina para ajudar os clientes a fazer o check-out mais rápido na hora de comprar um produto? Ao contrário do inventário, o valor da máquina não desaparece totalmente no primeiro ano, mas diminui ao longo de vários anos à medida que se desgasta, o que significa que se deprecia ao longo de vários anos. Por exemplo, se uma máquina é comprada por $ 1.000 e perde um décimo de seu valor a cada ano durante uma década, a empresa deve deduzir $ 100 a cada ano durante dez anos.

O que é depreciação acelerada?

O Congresso e vários presidentes de ambos os partidos promulgaram regras que permitem que as empresas acelerem as deduções para depreciação, para tomá-las antes do desgaste dos equipamentos ou outros ativos que compram.

Inicialmente, isso pode parecer sem importância. Em última análise, o custo do investimento de capital será deduzido, e a única questão é o momento dessa dedução. Mas alterar o momento das deduções pode reduzir drasticamente os impostos gerais de uma empresa a longo prazo por causa do valor do dinheiro no tempo, a ideia de que um dólar hoje vale mais do que um dólar amanhã.

Fazer as deduções antecipadamente permite que as empresas adiem o pagamento de alguns de seus impostos, geralmente por muitos anos, o que equivale a receber um empréstimo sem juros do governo federal.

Se uma empresa pode fazer deduções mais cedo e, assim, adiar o pagamento de impostos por, digamos, 10 anos, isso significa que ela pode investir o dinheiro economizado e gerar mais lucros até o final dessa década.

Por outro lado, o governo federal tem menos para investir em bens públicos como infraestrutura, saúde e educação, e a sociedade em geral deve abrir mão do retorno de tais investimentos durante esses anos.

Como a depreciação acelerada se expandiu ao longo do tempo?

As provisões permanentes na lei tributária permitem a depreciação acelerada, o que significa que as empresas foram há muito tempo autorizadas a amortizar os custos de seus investimentos de capital mais rapidamente do que economicamente justificaria.

Além disso, na maioria dos anos, desde 2002, o Congresso e vários presidentes promulgaram a “depreciação de bônus” que aumenta a parcela dos custos de investimento deduzida no primeiro ano, às vezes até 100% (o que costuma ser chamado de “despesas”).


História do Rothschild Bank, o maior banco do mundo

AQUI ESTÁ A HISTÓRIA DA CASA DE ROTHSCHILD QUE VOCÊ DEVE SABER DEVIDO À SUA ENORME INFLUÊNCIA NAS FINANÇAS MUNDIAIS.

The House Of Rothschild
Publicado a 15/09/2017 | Deixe um comentário
(Extraído do Capítulo 19: As Oito Famílias: Grande Petróleo e Seus Banqueiros & Hellip)

A família Rothschild juntou-se à Casa Holandesa de Orange para fundar o Bank of Amsterdam no início de 1600 e rsquos como o primeiro banco central mundial.

O príncipe William de Orange casou-se na Casa Inglesa de Windsor, tomando como noiva a filha do rei Jaime II, Maria. A Irmandade da Ordem Orange, que recentemente fomentou a violência protestante na Irlanda do Norte, colocou Guilherme III no trono inglês, onde governou tanto a Holanda quanto a Grã-Bretanha. Em 1694, William III se juntou aos Rothschilds para lançar o Banco da Inglaterra.

The Old Lady of Threadneedle Street - como o Banco da Inglaterra é conhecido - é cercada por paredes de trinta pés. Três andares abaixo está armazenado o terceiro maior estoque de barras de ouro do mundo. [842] O diário London gold & ldquofixing & rdquo ocorre no N. M. Rothschild Bank. Como disse o vice-governador do Banco da Inglaterra, George Blunden, “o medo é o que torna os poderes do banco tão aceitáveis. O banco é capaz de exercer sua influência quando as pessoas dependem de nós e temem perder seus privilégios ou quando estão com medo. & Rdquo [843]

Mayer Amschel Rothschild vendeu ao governo britânico mercenários alemães hessianos para lutar contra os revolucionários americanos, desviando os lucros para seu irmão Nathan em Londres, onde N.M. (Nathan e Mayer) Rothschild & amp Sons foi estabelecido. Mayer foi um estudante sério da Cabala e lançou sua fortuna com dinheiro desviado de William IX - administrador real da região de Hesse-Kassel e um proeminente maçom.

Barings, controlado pelos Rothschild, financiava o ópio chinês e o comércio de escravos africanos. Financiou a compra da Louisiana. Quando vários estados deixaram de pagar seus empréstimos, o Barings subornou Daniel Webster para fazer discursos enfatizando as virtudes do reembolso do empréstimo. Os estados se mantiveram firmes, então a Casa de Rothschild cortou a torneira de dinheiro em 1842, mergulhando os EUA em uma depressão profunda. Costumava-se dizer que a riqueza dos Rothschilds dependia da falência das nações. Mayer Amschel Rothschild disse uma vez: "Não me importa quem controla os assuntos políticos de uma nação, contanto que eu controle sua moeda".

A guerra também não prejudicou a fortuna da família. A Casa de Rothschild financiou a Guerra da Prússia, a Guerra da Crimeia e a tentativa britânica de tomar o Canal de Suez dos franceses. Nathan Rothschild fez uma enorme aposta financeira em Napoleão na Batalha de Waterloo, enquanto também financiava a campanha peninsular do Duque de Wellington e rsquos contra Napoleão. Tanto a Guerra do México quanto a Guerra Civil foram minas de ouro para a família.

Uma biografia da família Rothschild menciona uma reunião em Londres onde um & ldquoInternational Banking Syndicate & rdquo decidiu colocar o norte americano contra o sul como parte de uma estratégia & ldquodivide and conquiste & rdquo. O chanceler alemão Otto von Bismarck afirmou certa vez: “A divisão dos Estados Unidos em federações de igual força foi decidida muito antes da Guerra Civil. Esses banqueiros temiam que os Estados Unidos e o inferno perturbassem seu domínio financeiro sobre o mundo. A voz dos Rothschilds prevaleceu. & Rdquo

O biógrafo de Rothschild, Derek Wilson, diz que a família era o banqueiro europeu oficial do governo dos Estados Unidos e fortes apoiadores do Banco dos Estados Unidos. [844] O biógrafo da família Niall Ferguson observa uma lacuna & ldquosubstancial e inexplicável & rdquo na correspondência privada Rothschild entre 1854-1860. Ele diz que todas as cópias das cartas enviadas escritas pelos London Rothschilds durante este período da Guerra Civil & ldquowere foram destruídas por ordem de sucessivos sócios & rdquo. [845]

As tropas francesas e britânicas, no auge da Guerra Civil, cercaram os Estados Unidos. Os britânicos enviaram 11.000 soldados para o Canadá controlado pela Coroa, o que deu porto seguro aos agentes confederados. A França Napoleão III instalou o arquiduque Maximiliano, membro da família austríaca dos Habsburgos, como seu imperador fantoche no México, onde as tropas francesas se concentraram na fronteira com o Texas. Apenas uma implantação de 11 horas de duas frotas de navios de guerra russos pelo aliado dos EUA Czar Alexandre II em 1863 salvou os Estados Unidos da recolonização. [846] Naquele mesmo ano, o Chicago Tribune explodiu, & ldquoBelmont (August Belmont era um agente Rothschild dos EUA e tinha uma corrida de cavalos da Tríplice Coroa nomeada em sua homenagem) e os Rothschilds & hellip, que estavam comprando títulos de guerra confederados. & Rdquo

Salmon Rothschild disse sobre o falecido presidente Lincoln, & ldquoHe rejeita todas as formas de compromisso. Ele tem a aparência de um camponês e só pode contar histórias de bar. & Rdquo O barão Jacob Rothschild foi igualmente lisonjeiro com os cidadãos americanos. Certa vez, ele comentou com o ministro dos Estados Unidos na Bélgica, Henry Sanford, sobre mais de meio milhão de americanos que morreram durante a Guerra Civil: & ldquoQuando seu paciente está desesperadamente doente, você tenta medidas desesperadas, até mesmo para derramamento de sangue. & Rdquo Salmon e Jacob estavam apenas carregando uma família tradição. Algumas gerações antes, Mayer Amschel Rothschild se gabava de sua estratégia de investimento, & ldquoQuando as ruas de Paris estão sangrando, eu compro & rdquo.

Os filhos de Mayer Rothschild e rsquos eram conhecidos como os Cinco de Frankfurt. O mais velho, Amschel, dirigia a família e o banco de Frankfurt com o pai, enquanto Nathan dirigia as operações em Londres. O filho mais novo, Jacob, abriu uma loja em Paris, enquanto a Salomon dirigia a filial de Viena e Karl estava de partida para Nápoles. O autor Frederick Morton estima que em 1850 os Rothschilds valiam mais de US $ 10 bilhões. [847] Alguns pesquisadores acreditam que sua fortuna hoje ultrapassa US $ 100 trilhões.

Os Warburgs, Kuhn Loebs, Goldman Sachs, Schiffs e Rothschilds se casaram em uma grande e feliz família de banqueiros. A família Warburg - que controla o Deutsche Bank e o Banque Paribas - se uniu aos Rothschilds em 1814 em Hamburgo, enquanto a potência de Kuhn Loeb, Jacob Schiff, dividia quartos com os Rothschilds em 1785. Schiff imigrou para a América em 1865. Ele juntou forças com Abraham Kuhn e se casou Filha de Solomon Loeb e rsquos. Loeb e Kuhn se casaram cada um

Edmond de RLoeb e Kuhn casaram-se com as irmãs e a dinastia Kuhn Loeb foi consumada. Felix Warburg casou-se com Jacob Schiff e filha rsquos. Duas filhas de Goldman se casaram com dois filhos da família Sachs, criando a Goldman Sachs. Em 1806, Nathan Rothschild casou-se com a filha mais velha de Levi Barent Cohen, um importante financista de Londres. [848] O supertouro do Merrill Lynch, Abby Joseph Cohen, e o secretário de Defesa de Clinton, William Cohen, são descendentes de Rothschilds.

Hoje, os Rothschild & rsquos controlam um vasto império financeiro, que inclui participações majoritárias na maioria dos bancos centrais do mundo. O clã Edmond de Rothschild possui o Banque Privee SA em Lugano, Suíça e o Rothschild Bank AG de Zurique. A família de Jacob Lord Rothschild é proprietária do poderoso Rothschild Italia em Milão. Eles são membros do exclusivo Clube das Ilhas, que fornece capital para George Soros & rsquo Quantum Fund NV, que fez uma fortuna em 1998-1999 destruindo as moedas da Tailândia, Indonésia e Rússia. Soros era um dos principais acionistas da Harken Energy.

A Quantum NV administra US $ 11-14 bilhões em ativos e opera na ilha holandesa de Curaçao, à sombra das enormes refinarias Royal Dutch / Shell e Exxon Mobil. Curaçao foi recentemente citado por uma Força-Tarefa sobre Lavagem de Dinheiro da OCDE como um dos principais países responsáveis ​​pela lavagem de dinheiro das drogas. O grupo Club of Isles que financia Quantum é liderado pelos Rothschilds e inclui a Rainha Elizabeth II e outros ricos aristocratas europeus e a Nobreza Negra. O financista suíço fugitivo e figurante do Mossad Marc Rich, cujos interesses comerciais foram recentemente assumidos pela máfia russa Alfa Group, também faz parte da rede Soros. [849]

Os laços com o dinheiro da droga não são novidade para os Rothschilds. N. M. Rothschild & amp Sons estava no epicentro do escândalo BCCI, mas escapou dos holofotes quando um armazém cheio de documentos convenientemente destruído pelo fogo na época em que o Banco da Inglaterra controlado por Rothschild fechou o BCCI. Talvez o maior repositório da riqueza dos Rothschild hoje seja a Rothschilds Continuation Holdings AG - uma holding bancária secreta com sede na Suíça. No final da década de 1990, descendentes do império global Rothschild foram os Barões Guy e Elie de Rothschild na França e Lord Jacob e Sir Evelyn Rothschild na Grã-Bretanha. [850] Evelyn é presidente da Economist.

Dean Henderson é autor de cinco livros: Big Oil & amp YOUR Bankers in the Persian Gulf: Four Horsemen, Eight Families & amp YOUR Global Intelligence, Narcotics & amp Terror Network, The Grateful Unrich: Revolution in 50 countries, Das Kartell der Federal Reserve, Stickin & rsquo para a Matrix e para o Cartel da Reserva Federal. Você pode se inscrever gratuitamente para sua coluna semanal Left Hook @


Tudo o que você precisa saber sobre o piloto de depreciação zero

Quando você traz para casa sua nova bicicleta, seu visual brilhante e imaculado enche seu coração com um tipo diferente de alegria. Você dá a ele a manutenção e os cuidados necessários para garantir que continue a ter uma aparência nova e vibrante com o tempo. No entanto, como a maioria das outras coisas, sua bicicleta também está naturalmente sujeita a arranhões e amassados. Além disso, o uso regular também leva ao desgaste. Combinado, tudo isso leva a um declínio no valor de mercado da sua bicicleta, também conhecido como depreciação.

A depreciação afeta não apenas o valor de revenda da sua bicicleta, mas também quando você compra um seguro de bicicleta online. Por ser inevitável, algumas seguradoras oferecem cobertura com depreciação zero aos seus segurados para melhor lidar com esse aspecto. Ele vem como uma opção para o motociclista com a apólice de seguro básica de duas rodas para cuidar de suas preocupações com a bicicleta.

O que é Zero Depreciation Rider?

Embora a apólice de seguro básico de bicicletas cubra seu veículo contra todos os danos ocorridos por diversos motivos, o valor recebido após a liquidação do sinistro vem com uma dedução. Se você optou por uma cobertura de depreciação zero ao comprar um seguro de bicicleta online, isso o ajudará a garantir a soma total. O piloto de depreciação zero com a apólice de seguro de bicicleta padrão permite que você proteja sua bicicleta contra perdas causadas sem considerar quaisquer fatores de dedução por seu valor de mercado, ao longo do tempo.

Como funciona?

Quando você compra um seguro de bicicleta online, a apólice oferece cobertura em diferentes partes. No entanto, quando sua bicicleta é danificada, seu valor monetário diminui. A taxa de depreciação varia de acordo com as diferentes partes da bicicleta. Isso também leva a um declínio na cobertura oferecida para uma determinada parte. Como o valor de mercado da sua motocicleta está diminuindo com o uso ao longo do tempo ou com os danos ocorridos, você receberá menos suporte financeiro ao fazer uma reclamação no futuro.

Porém, se você optou pela cobertura com depreciação zero como benefício adicional, poderá eliminar os fatores responsáveis ​​pela redução do seu valor de mercado e obter a cobertura de acordo com o seu montante assegurado. O valor atual da sua bicicleta conforme a depreciação se tornará insignificante.

A cobertura de depreciação zero ajuda a garantir que você tenha toda a soma garantida enquanto faz as reclamações, sem ser afetado pelo valor de mercado atual de sua bicicleta.

Seguro de depreciação zero como um complemento

Alguns de vocês podem se perguntar se um seguro de depreciação zero é o mesmo que um seguro abrangente para bicicletas. No entanto, isso não é verdade. A cobertura de depreciação zero, conforme mencionado acima, é um benefício do passageiro que você precisa comprar além de sua apólice padrão como um complemento. Quando você compra um seguro de bicicleta online, ele oferece ampla cobertura, incluindo responsabilidade civil para você e sua bicicleta. No entanto, ele não fornece benefícios de depreciação zero. Se desejar obter esse benefício, você deve comprar a opção de passageiro junto com sua apólice separadamente.

Obtenha cobertura de descontinuação zero para benefício adicional

Agora que você sabe o que é a cobertura de depreciação zero e como ela funciona, deve pensar nisso ao comprar um seguro de bicicleta online. Pode ser necessário pagar um pequeno prêmio extra para usufruir desse benefício, mas ele comprovará seu valor ao longo dos anos. A apólice on-line de seguro de bicicleta fornecida por seguradoras confiáveis ​​como a Tata AIG também oferece a opção de adicionar outros benefícios ao piloto, como cobertura de depreciação zero, despesas médicas de emergência e compensação adicional de acidentes pessoais, entre vários outros. Quando você compra a apólice certa e adiciona passageiros importantes a ela, pode desfrutar de grande tranquilidade contra a possibilidade de enfrentar desafios imprevistos.


Desvalorização e reavaliação da moeda

Na Conferência de Bretton Woods em julho de 1944, os líderes internacionais buscaram assegurar um ambiente econômico internacional estável no pós-guerra criando um sistema de taxa de câmbio fixa. Os Estados Unidos desempenharam um papel de liderança no novo acordo, com o valor das outras moedas fixado em relação ao dólar e o valor do dólar fixado em termos de ouro - US $ 35 a onça. Na sequência do acordo de Bretton Woods, as autoridades dos Estados Unidos tomaram medidas para conter o crescimento das reservas em dólares do banco central estrangeiro para reduzir a pressão para a conversão de dólares oficiais em ouro.

Durante a metade até o final da década de 1960, os Estados Unidos passaram por um período de alta da inflação. Como as moedas não podiam flutuar para refletir a mudança nas condições macroeconômicas relativas entre os Estados Unidos e outras nações, o sistema de taxas de câmbio fixas ficou sob pressão.

Em 1973, os Estados Unidos encerraram oficialmente sua adesão ao padrão ouro. Muitas outras nações industrializadas também mudaram de um sistema de taxas de câmbio fixas para um sistema de taxas flutuantes. Desde 1973, as taxas de câmbio da maioria dos países industrializados têm flutuado, ou flutuado, de acordo com a oferta e a demanda de diferentes moedas nos mercados internacionais. Um aumento no valor de uma moeda é conhecido como apreciação e uma diminuição como depreciação. Alguns países e alguns grupos de países, no entanto, continuam a usar taxas de câmbio fixas para ajudar a atingir objetivos econômicos, como estabilidade de preços.

Em um sistema de taxa de câmbio fixa, apenas uma decisão do governo ou autoridade monetária de um país pode alterar o valor oficial da moeda. Os governos, ocasionalmente, tomam tais medidas, muitas vezes em resposta a pressões incomuns do mercado. Desvalorização, o ajuste deliberado para baixo na taxa de câmbio oficial, reduz o valor da moeda em contraste, um reavaliação é uma mudança para cima no valor da moeda.

Por exemplo, suponha que um governo tenha definido 10 unidades de sua moeda como um dólar. Para desvalorizar, pode anunciar que a partir de agora 20 de suas unidades monetárias serão iguais a um dólar. Isso tornaria sua moeda metade mais cara para os americanos e o dólar americano duas vezes mais caro no país em desvalorização. Para reavaliar, o governo pode alterar a taxa de 10 unidades para um dólar para cinco unidades para um dólar, o que tornaria a moeda duas vezes mais cara para os americanos e o dólar metade mais caro em casa.

Em que circunstâncias um país pode se desvalorizar?
Quando um governo desvaloriza sua moeda, geralmente é porque a interação das forças de mercado e as decisões políticas tornaram a taxa de câmbio fixa da moeda insustentável. Para sustentar uma taxa de câmbio fixa, um país deve ter reservas de moeda estrangeira suficientes, geralmente dólares, e estar disposto a gastá-las, para comprar todas as ofertas de sua moeda à taxa de câmbio estabelecida. Quando um país não pode ou não deseja fazê-lo, deve desvalorizar sua moeda a um nível que seja capaz e esteja disposto a apoiar com suas reservas cambiais.

Um efeito importante da desvalorização é que ela torna a moeda doméstica mais barata em relação a outras moedas. Existem duas implicações de uma desvalorização. Em primeiro lugar, a desvalorização torna as exportações do país relativamente menos caras para os estrangeiros. Em segundo lugar, a desvalorização torna os produtos estrangeiros relativamente mais caros para os consumidores domésticos, desestimulando as importações. Isso pode ajudar a aumentar as exportações do país e diminuir as importações, podendo, portanto, ajudar a reduzir o déficit em conta corrente.

Existem outras questões de política que podem levar um país a alterar sua taxa de câmbio fixa. Por exemplo, em vez de implementar políticas de gastos fiscais impopulares, um governo pode tentar usar a desvalorização para impulsionar a demanda agregada na economia em um esforço para combater o desemprego. A reavaliação, que torna a moeda mais cara, pode ser empreendida em um esforço para reduzir um superávit em conta corrente, onde as exportações excedem as importações, ou para tentar conter as pressões inflacionárias.

Efeitos da desvalorização
Um perigo significativo é que, ao aumentar o preço das importações e estimular uma maior demanda por produtos domésticos, a desvalorização pode agravar a inflação. Se isso acontecer, o governo pode ter de aumentar as taxas de juros para controlar a inflação, mas às custas de um crescimento econômico mais lento.

Outro risco de desvalorização é psicológico. Na medida em que a desvalorização é vista como um sinal de fraqueza econômica, a qualidade de crédito da nação pode ser comprometida. Assim, a desvalorização pode diminuir a confiança dos investidores na economia do país e prejudicar a capacidade do país de garantir o investimento estrangeiro.

Outra consequência possível é uma rodada de desvalorizações sucessivas. Por exemplo, os parceiros comerciais podem ficar preocupados que uma desvalorização possa afetar negativamente suas próprias indústrias de exportação. Países vizinhos podem desvalorizar suas próprias moedas para compensar os efeitos da desvalorização de seus parceiros comerciais. Essas políticas do tipo "obrigar o vizinho" tendem a exacerbar as dificuldades econômicas ao criar instabilidade em mercados financeiros mais amplos.

Desde a década de 1930, várias organizações internacionais, como o Fundo Monetário Internacional (FMI), foram estabelecidas para ajudar as nações a coordenar suas políticas comerciais e cambiais e, assim, evitar rodadas sucessivas de desvalorização e retaliação. A revisão de 1976 do Artigo IV da carta do FMI encoraja os formuladores de políticas a evitar a manipulação das taxas de câmbio. para obter uma vantagem competitiva injusta sobre os outros membros. ”Com esta revisão, o FMI também estabeleceu o direito de cada país membro de escolher livremente um sistema de taxa de câmbio.


Exemplos de escândalos de contabilidade corporativa

Enron Corporation (2001)

✦ A Enron nasceu da fusão da Houston Natural Gas com a InterNorth, sediada em Omaha. Foi um grande player no mercado de energia.

✦Isso pode ser considerado a fraude contábil mais inteligente da história corporativa. Em dezembro de 2001, a empresa entrou em colapso e pediu concordata, o que revelou que a gigante do fornecimento de energia e serviços estava falsificando seus livros contábeis no valor de cerca de US $ 74 bilhões.

✦A empresa usou & # 8216 entidades de finalidade especial (SPE) & # 8217 para fins de hedge de risco. No entanto, eles também usaram SPEs para esconder suas perdas dos livros contábeis da empresa e compensaram a SPE emitindo ações da Enron. Isso pintaria um quadro saudável das contas da Enron & # 8217s.

✦Muitos funcionários ficaram desempregados e também perderam suas economias para a aposentadoria. Essa fraude também levou à queda da gigante firma de auditoria Arthur Anderson LLP, uma das & # 8216Big Five & # 8217 firmas de contabilidade do mundo.

✦O caso Enron acelerou as ações do governo para fazer regulamentações rigorosas para a governança corporativa.

Lehman Brothers Holdings Inc. (2008)

✦Um exemplo clássico de como a lei pode ser distorcida e as brechas podem ser usadas em seu próprio benefício, é conhecido como uma das maiores fraudes contábeis da história dos Estados Unidos. Eles pediram falência em 2008.

✦ Lehman Brothers, o banco que alcançou as maiores alturas em Wall Street, estava escondendo um segredo sujo. Eles manipularam contas para fazer a posição financeira da empresa parecer saudável.

✦ Eles usaram & # 8220REPO 105 & # 8221, que é um artifício contábil planejado para converter o empréstimo de curto prazo em & # 8216vendas & # 8217. Eles conseguiram ocultar um empréstimo de US $ 50 bilhões simplesmente classificando-o como vendas, o que fez a posição financeira da empresa parecer boa o suficiente.

✦ Os advogados nos EUA não estão legalmente autorizados a fazer uma opinião de venda verdadeira. Portanto, eles abordaram uma empresa do Reino Unido para marcar essas transações como vendas e cuidadosamente realizaram essa atividade por meio de sua subsidiária nos EUA.

✦ Devido ao pedido de concordata do Lehman Brothers, muitos investidores perderam seu dinheiro, considerando seu mau posicionamento de ativos para liquidar os passivos.

Satyam Computer Services Ltd. (2009)

✦ & # 8217Satya & # 8217, o que significa verdade, era o que esta empresa indiana de TI não pretendia. Vencedor de muitos prêmios, em janeiro de 2009, B. Ramalingan Raju, seu CEO, admitiu que a empresa estava operando com contas fraudulentas nos últimos 7 anos. Até o momento, este é considerado o maior golpe contábil da Índia.

✦ O CEO admitiu que era o único responsável pela decoração das contas em um nível muito alto. Ele admitiu ter falsificado contas, criado ativos hipotéticos e aumentado a receita para US $ 1,5 bilhão.

✦ Houve um impacto direto nos preços das ações da empresa e também levantou questões adicionais sobre a credibilidade das empresas indianas de TI no mercado financeiro.

✦ A empresa foi adquirida pela Tech Mahindra e agora é conhecida como & # 8216Mahindra Satyam & # 8217. Um processo judicial foi movido contra o CEO, e ele está cumprindo pena de prisão junto com outros membros do conselho.

✦ A chocante confissão do CEO, também suscitou dúvidas nos auditores internos e estatutários da empresa.

WorldCom (2002)

✦ Uma das maiores empresas de telecomunicações caiu imediatamente após a queda da Enron, em 2002. A empresa tentou esconder os prejuízos que estava sofrendo. Em vez de contabilizar os & # 8216 custos de linha & # 8217, eles foram capitalizados nos livros contábeis e as receitas também foram infladas.

✦ O auditor interno detectou um lançamento contábil de USD 500 milhões para despesas com informática, sem qualquer documento de suporte.

✦ Os ativos hipotéticos chegaram a US $ 11 bilhões, o que levou à perda de cerca de US $ 180 bilhões para a empresa, e muitos funcionários perderam seus empregos posteriormente.

✦ Além disso, a SEC suspeitou da boa posição e os delatores confirmaram suas suspeitas.

✦ O CEO Bernie Ebbers foi condenado a 25 anos de prisão. Mais uma vez, esse foi um dos principais motivos da queda da firma de auditoria Arthur Anderson.

Bernard L. Madoff Investment Securities LLC. (2008)

✦ Este é um dos casos mais curiosos de fraude financeira que ficará na memória por muito tempo. Bernard Madoff foi um dos fundadores da Bernard L. Madoff Investment Securities LLC. Ele também atuou como presidente do NASDAQ & # 8217s.

✦ Um esquema Ponzi é um esquema no qual os investidores geralmente recebem uma grande quantidade de retornos sobre seus investimentos, com o dinheiro adquirido de novos investidores.

✦ Em 2008, Bernard confessou aos filhos que dirigia um negócio ilegítimo, um esquema Ponzi de US $ 65 bilhões. Ele foi denunciado por seus filhos, que relataram seus erros à SEC.

✦ Infelizmente, seus dois filhos morreram, um sucumbiu ao câncer e o outro suicidou-se. O acusado Bernard Madoff está cumprindo atualmente uma sentença de 150 anos de prisão.

HealthSouth Corporation (2003)

✦ Em 2003, foi revelado que a empresa, pertencente ao setor de saúde, não se encontrava nas melhores condições financeiras. Foi uma grande venda de ações pelo CEO apenas um dia antes de a empresa relatar um prejuízo, que chamou a atenção da SEC, que cheirou algo suspeito.

✦ Aparentemente, os funcionários da empresa foram solicitados a falsificar transações que inflaram a receita da empresa, demonstrando uma boa posição financeira.

✦ O CEO Richard Scrushy ainda afirma inocência e não se declara culpado das acusações de suborno feitas contra ele. Ele estaria supostamente envolvido em exagerar os ganhos da empresa em US $ 1,4 bilhão, desde 1999, e um aumento correspondente nos ativos da empresa.

✦ Scrushy foi condenado a pagar cerca de US $ 2,9 bilhões aos acionistas por fraudá-los.

Tyco International (2002)

✦ Em 2002, o CEO Dennis Kozlowski e o CFO Mark Swartz foram acusados ​​de usar fundos da empresa para apoiar seus próprios estilos de vida extravagantes.

✦ Uma grande festa de aniversário que Dennis deu para sua esposa, seus móveis luxuosos no apartamento de propriedade da Tyco, tudo indicava que ele estava desvalorizando fundos da empresa.

✦ Kozlowski renunciou citando motivos pessoais. No entanto, os empréstimos foram concedidos a eles, ilegalmente, sem o conhecimento do Conselho, de acordo com o programa de & # 8216Préstimo para Funcionários Chave & # 8217 da empresa. Ele também estava sob vigilância legal por sonegação de impostos. Além disso, houve uma tentativa de venda ilegal de ações da empresa.

✦ O júri considerou que os dois eram culpados de saquear a empresa em mais de US $ 150 bilhões na forma de bônus e empréstimos não ganhos.

✦ Eles foram declarados culpados e sentenciados a 25 anos de prisão.

Waste Management, Inc. (2002)

A empresa aumentou seus ganhos falsos em US $ 1,7 bilhão:

  • aumentando o tempo de depreciação de seus ativos, propriedades e instalações e equipamentos
  • capitalizando despesas
  • atribuir valores de resgate arbitrários aos ativos
  • não registrando os passivos necessários.

✦ A alta administração da empresa foi acusada de fraude financeira, pela SEC, em 2002. A contabilidade fraudulenta ocorreu entre 1992 e 1997. Os nomes envolvidos eram: Dean L. Buntrock, Phillip B. Rooney, James E. Koenig, Thomas C. Hau, Herbert Getz e Bruce D. Tobecksen.

✦ The auditors Arthur Andersen, were charged with a penalty of about USD 7 million.

Cendant Corporation (1997-98)

✦ The company was formed in 1997 following a merger of two companies: Hospitality Franchise Systems, Inc. (HFS) and CUC International Inc.

✦ Barely three months after the merger, there were reports of accounting anomalies. It was observed that around USD 640 billions in profits recorded over the last three years were nothing but fictional profits.

✦ The company had apparently been involved in inflating the stock of CUC International up to almost USD 500 million.

✦ Walter Forbes, the former chairman of Cendant was charged in 2007, to pay USD 3.275 billion, and sentenced to 12 years and 7 months in prison.

MF Global Holdings, Ltd. (2011)

✦ MF Global, a major commodities brokerage firm filed for bankruptcy in October 2011, much to the shock of its customers. The company was led by Jon Corzine, the former New Jersey governor and senator.

✦ However, following some bad investments, the company decided to use consumer money to repay its liabilities. There have been reports that the firm had heavily invested in the European sovereign debts. Almost USD 1.6 billion of consumer assets were reported missing.

✦ The curious case surfaced as to where the money had evaporated from the account books. Those hit were farmers, small investors, etc.

✦ The customers had to wait for almost two-and-a-half years until the final payout was made in April 2014.

Qwest Communications International Inc. (2004)

✦ The company’s top management allegedly fabricated the accounts of the company by overstating their income through fraudulent transactions recorded in the account books: increasing the revenue from its phone directory business, and also understating the expenses of the company.

✦ It was also alleged that the company failed to disclose information about buying equipment, which proved costly.

✦ The rosy picture painted was simply to float the notion that the company was in good financial condition. In 2004, the SEC filed a complaint against the company.

✦ Qwest agreed to pay a penalty of almost USD 250 millions, following an action take by the Securities and Exchange Commission (SEC).

American International Group, Inc. (2005)

In 2005, the insurance company was caught in an accounting fraud that estimated around USD 3.9 billion, along with bid-rigging and stock manipulation.

✦ Following this, the company had to pay heavily in the form of penalties to the SEC. The CEO Hank Greenburg was one of the major players in the fraud that made the financial statements appear optimistic, thus misleading investors.

✦ He had booked loans as revenue, and also conspired to induce traders to inflate the prices of the stocks.

✦ Note: Bid-rigging is when the bidders decide beforehand to eliminate competition among them, and the process is carried out only for namesake.

Parmalat S.p.A. (2004)

✦ This is one of the biggest controversies surrounding the Italian big player: Parmalat, which was started by the Tanzi family. Parmalat was a global name for milk and dairy products.

✦ In 2004, a default in payment by the company prompted investigations which revealed that the company had created non-existent assets, to conceal its liabilities.

✦ The founder family, which owned 51% stake in the company, was held on account of falsification of accounts, embezzlement of funds, etc.

✦ The Bank of America had denied the existence of any account of the company with them, stating that the company had forged documents to show a fictitious account. Further investigations revealed that the funds were diverted to family-owned firms.

✦ Their debts amounted to almost €14 billion. This is one of the biggest frauds in Italian corporate history that involved banks, auditors, and other players. However, they all pleaded guilty or were unaware of the fraudulent activities.


SAP BUSINESS ONE TABLES

CPV4 A/P Correction Invoice Reversal – Tax Amt per Doc.

CPV5 A/P Correction Invoice Reversal – WTax

CPV6 A/P Correction Invoice Reversal – Installments

CPV7 A/P Corr Inv Rvsl – Deliv Pkgs

CPV8 A/P Correction Invoice Reversal – Items in Package

CPV9 A/P Corr Inv Rvrsl – Drawn Dpm

CRD1 Business Partners – Addresses

CRD2 Bussiness Partners – Payment Methods

CRD4 Allowed WTax Codes for BP

CRD7 Fiscal IDs for BP Master Data

CRD8 BP Branch Assignment

CSI1 A/R Correction Invoice – Rows

CSI10 A/R Correction Invoice – Row Structure

CSI12 A/R Correction Invoice – Tax Extension

CSI13 A/R Correction Invoice Rows – Distributed Expenses

CSI14 A/R Correction Invoice – Assembly – Rows

CSI15 A/R Corr Inv – Drawn Dpm Appld

CSI16 A/R Corr. Inv. – SnB properties

CSI17 A/R Correction Invoice – Import Process

CSI18 A/R Correction Invoice – Export Process

CSI19 A/R Correction Invoice – Bin Allocation Data

CSI2 A/R Corr Inv – Freight – Rows

CSI3 A/R Correction Invoice – Freight

CSI4 A/R Correction Invoice – Tax Amount Per Document

CSI5 A/R Correction Invoice – Withholding Tax

CSI6 A/R Corr. Inv. – Installments

CSI7 A/R Corr. Inv. Deliv. Pkgs

CSI8 A/R Corr. Inv. – Items in Pkg

CSI9 A/R Corr. Inv. – Drawn Dpm

CSN1 Certificate Series – Series

CSPI Solution Packager Information

CSV1 A/R Correction Invoice Reversal – Rows

CSV10 A/R Correction Invoice Reversal – Row Structure

CSV12 A/R Correction Invoice Reversal – Tax Extension

CSV13 A/R Correction Invoice Reversal Rows – Distributed Expenses

CSV14 A/R Correction Invoice Reversal – Assembly – Rows

CSV15 A/R CrIn Rev – Drawn Dpm Appld

CSV16 A/R Correction Invoice Reversal – SnB properties

CSV17 A/R Correction Invoice Reversal – Bin Allocation Data

CSV18 A/R Correction Invoice Reversal – Export Process

CSV19 A/R Correction Invoice Reversal – Bin Allocation Data

CSV2 A/R Correction Invoice Reversal – Freight – Rows

CSV3 A/R Correction Invoice Reversal – Freight

CSV4 A/R Correction Invoice Reversal – Tax Amount Per Document

CSV5 A/R Correction Invoice Reversal – WTax

CSV6 A/R Correction Invoice Reversal – Installments

CSV7 A/R Correction Invoice Reversal – Delivery Packages

CSV8 A/R Correction Invoice Reversal – Items in Package

CSV9 A/R CrIn Rev – Drawn Dpm

CTNS Transaction Notification Setting

CTR1 Service Contract – Items

CTR2 Service Contract – Recurring Transactions

CUL1 Customer Usage Statistics Log

DADB Data Archive DSA Balance

DAR1 Data Archive – Transaction Log

DAR2 Data Archive – Transaction Log

DAR3 Data Archive – Handwritten Documents

DATB Data Archive Tax Balance

DDT1 Withholding Tax Deduction Hierarchy – Rows

DGP2 Expanded Selection Criteria

DGP3 Expanded Consolidation Options

DLN10 Delivery – Row Structure

DLN12 Delivery – Tax Extension

DLN13 Delivery Rows – Distributed Expenses

DLN14 Delivery Notes – Assembly – Rows

DLN15 Delivery – Drawn Dpm Applied

DLN16 Delivery – SnB properties

DLN17 Delivery – Import Process

DLN18 Delivery – Export Process

DLN19 Delivery – Bin Allocation Data

DLN2 Delivery Notes – Freight – Rows

DLN3 Delivery Notes – Freight

DLN4 Delivery – Tax Amount per Document

DLN5 Delivery – Withholding Tax

DLN6 Delivery – Installments

DLN8 Items in Package – Delivery

DPI1 A/R Down Payment – Rows

DPI10 A/R Down Payment – Row Structure

DPI11 A/R DP – Drawn Dpm Detail

DPI12 Down Payment In – Tax Extension

DPI13 A/R Down Payment Rows – Distributed Expenses

DPI14 A/R Down Payment – Assembly – Rows

DPI15 A/R DP – Drawn Dpm Applied

DPI16 A/R Down Payment – SnB properties

DPI17 A/R Down Payment – Import Process

DPI18 A/R Down Payment – Export Process

DPI19 A/R Down Payment – Bin Allocation Data

DPI2 A/R Down Payment – Freight – Rows

DPI3 A/R Down Payment – Freight

DPI4 A/R Down Payment – Tax Amount per Document

DPI5 A/R Down Payment – Withholding Tax

DPI6 A/R Down Payment – Installments

DPI7 Delivery Packages – A/R Down Pymt

DPI8 Items in Package – A/R Down Pmt.

DPI9 Down Payment Incoming – Drawn Dpm

DPO1 A/P Down Payment – Rows

DPO10 A/P Down Payment – Row Structure

DPO12 Down Payment – Tax Extension

DPO13 A/P Down Payment Rows – Distributed Expenses

DPO14 A/P Down Payment – Assembly – Rows

DPO15 A/P DP – Drawn Dpm Applied

DPO16 A/P Down Payment – SnB properties

DPO17 A/P Down Payment – Import Process

DPO18 A/P Down Payment – Export Process

DPO19 A/P Down Payment – Bin Allocation Data

DPO2 A/P Down Payment – Freight – Rows

DPO3 A/P Down Payment – Freight

DPO4 A/P Down Payment – Tax Amount per Document

DPO5 A/P Down Payment – Withholding Tax

DPO6 Down Payment Out – Installments

DPO7 Delivery Packages – A/P Down Pymt

DPO8 Items in Package – A/P Down Pmt.

DPO9 Down Payment Outgoing – Drawn Dpm

DRF10 Draft – Row Structure

DRF12 Draft – Tax Extension

DRF13 Draft Rows – Distributed Expenses

DRF14 Draft – Assembly – Rows

DRF15 Draft – Drawn Dpm Applied

DRF17 Draft – Import Process

DRF18 Draft – Export Process

DRF19 Draft – Bin Allocation Data

DRF2 Draft – Freight – Rows

DRF4 Draft Documents – Tax

DRF5 Draft Documents – Withholding Tax

DRF6 Document Drafts – Installments

DRF7 Delivery Packages – Drafts

DRF8 Items in Package – Draft

DRF9 Document Draft – Drawn Dpm

DRN1 Depreciation Run – Posting

DRN2 Depreciation Run – Posting – Asset

DTP1 Depreciation Types – Rows

DWZ1 Dunning Wizard Array1 – BP Filter

DWZ2 Dunning Wizard Array 2-Invoice Filter

DWZ3 Dunning Wizard Array 3 – Recommended Service Invoice

ECM1 Parameters for Various Types of Electronic Communication

ECM2 Messages Processed via Electronic Communication

ECM3 Statuses and Logs for Actions in Electronic Communication

EDG1 Discount Groups Rows

EJB1 ERV-JAb Wizard Signing Persons

EJB2 Docs List for ERV-JAb Wizard

EJD1 ERV-JAb Signing Persons List

ERX1 Excise Registering Number-Rows

FAA1 Asset Attributes – Rows

FAC1 Fixed Asset Parameter Change – Rows

FAC2 Fixed Asset Parameter Change – Period Control Change

FAM1 Fixed Asset Data Migration – Rows

FAR1 Fixed Asset Revaluation – Rows

FCT1 Sales Forecast – Rows

FIX1 Fixed Asset Transaction – Rows

FLT1 856 Report – Selection Criteria

FML1 Tax Formula Parameter Declaration

FRC1 Extend Cat. f. Financial Rep.

FTR2 Transfer – Area Journal Transactions

FTR3 Transfer – Item Areas

GBI1 GBI Row 1 – Electronic Account Book

GBI10 GBI Row 10 – Enterprise’s Cash Flow Statement

GBI11 GBI Row 11 – Devalue Provision of Enterprise Assets

GBI12 GBI Row 12 – Shareholder’s Rights and Interests Changing Report

GBI13 GBI Row 13 – Enterprise’s Profit Distribution Report

GBI14 GBI Row 14 – Small Enterprise’s Cash Flow Statement

GBI15 GBI Row 15 – Enterprise’s VAT Payable Detail Report

GBI16 GBI Row 16 – Employees

GBI2 GBI Row 2 – G/L Account Master Records

GBI3 GBI Row 3 – Departments

GBI4 GBI Row 4 – Business Partners

GBI6 GBI Row 6 – G/L Account Balance

GBI7 GBI Row 7 – Accounting Vouchers

GBI8 GBI Row 8 – Enterprise’s Balance Sheet

GBI9 GBI Row 9 – Enterprise’s Profit and Loss Statement

GPA1 Gross Profit Adjustment – Log

GPA2 Gross Profit Adjustments – Parameters

GTM1 GTS Mapping Object Details

HEM5 Employee Data Ownership Authorization

HET1 Employee Transfer Details

IBT1 Batch Number Transactions

ICD1 Inventory Counting Draft – Rows

ICD2 Inventory Counting Draft – UoM

ICD3 Inventory Count Draft – SnB

IEI1 Incoming Excise Invoice – Rows

IEI10 Incoming Excise Invoice – Row Structure

IEI11 IEI – Drawn Dpm Detail

IEI12 Incoming Excise Invoice – Tax Extension

IEI13 Incoming Excise Invoice Rows – Distributed Expenses

IEI14 Incoming Excise Invoice – Assembly – Rows

IEI15 IEI – Drawn Dpm Applied

IEI16 Incoming Excise Invoice – SnB properties

IEI17 Incoming Excise Invoice – Import Process

IEI18 Incoming Excise Invoice – Export Process

IEI19 Incoming Excise Invoice – Bin Allocation Data

IEI2 Incoming Excise Invoice – Freight – History – Rows

IEI4 Incoming Excise Invoice – Tax Amount per Document

IEI5 Incoming Excise Invoice – Withholding Tax

IEI7 Delivery Packages – Incoming Excise Invoice

IEI8 Incoming Excise Invoice – Items in Package

IGE10 Goods Issue – Row Structure

IGE12 Goods Issue – Tax Extension

IGE13 Goods Issue Rows – Distributed Expenses

IGE14 Goods Issue – Assembly – Rows

IGE15 Gds Issue – Drawn Dpm Applied

IGE16 Goods Issue – SnB properties

IGE17 Goods Issue – Import Process

IGE18 Goods Issue – Export Process

IGE19 Goods Issue – Bin Allocation Data

IGE2 Goods Issue – Freight – Rows

IGE3 Goods Issue – Freight

IGE4 Goods Issue – Tax Amount per Document

IGE5 Goods Issue – Withholding Tax

IGE6 Goods Issue – Installments

IGE7 Delivery Packages – Goods Issue

IGE8 Items in Package – Goods Issue

IGE9 Goods Issue – Drawn Dpm

IGN10 Goods Receipt – Row Structure

IGN12 Goods Receipt – Tax Extension

IGN13 Goods Receipt Rows – Distributed Expenses

IGN14 Goods Receipt – Assembly – Rows

IGN15 Gds Rcpt – Drawn Dpm Applied

IGN16 Goods Receipt – SnB properties

IGN17 Goods Receipt – Import Process

IGN18 Goods Receipt – Export Process

IGN19 Goods Receipt – Bin Allocation Data

IGN2 Goods Receipt – Freight – Rows

IGN3 Goods Receipt – Freight

IGN4 Goods Receipt – Tax Amount per Document

IGN5 Goods Receipt – Withholding Tax

IGN6 Goods Receipt- Installments

IGN7 Goods Receipt – Delivery Packages

IGN8 Goods Receipt – Items in Package

IGN9 Goods Receipt – Drawn Dpm

ILM1 Srl & Batch Det of Inv Log Msg

ILM2 Inventory Account Substitute

IMT1 Acct data in selected template

IMT11 Calculated expression’s constituent with sign for specifying account in specific template

INC1 Inventory Counting – Rows

INC2 Inventory Counting – UoM

INC3 Inventory Count – SnB

INV10 A/R Invoice – Row Structure

INV11 A/R Invoice – Drawn Dpm Detail

INV12 A/R Invoice – Tax Extension

INV13 A/R Invoice Rows – Distributed Freights

INV14 A/R Invoice – Assembly – Rows

INV15 A/R Inv. – Drawn Dpm Applied

INV16 A/R Invoice – SnB properties

INV17 A/R Invoice – Import Process

INV18 A/R Invoice – Export Process

INV19 A/R Invoice – Bin Allocation Data

INV2 A/R Invoice – Freight – Rows

INV4 A/R Invoice – Tax Amount per Document

INV5 A/R Invoice – Withholding Tax

INV6 A/R Invoice – Installments

INV7 A/R Invoice – Delivery Packages

INV8 A/R Invoice – Items in Package

INV9 A/R Invoice – Drawn Dpm

IOD1 Inventory Initial Qty Draft Rows

IOD2 Inventory Count Draft – SnB

IPD1 Inventory Stock Posting Draft (Reconcile) Lines

IPD2 Inventory Posting Draft – UoM

IPD3 Inventory Posting Draft – SnB

IPF3 Landed Costs – Customs Summary

IQI1 Inventory Initial Qty Rows

IQI2 Inventory Count – SnB

IQR1 Inventory Stock Posting (Reconcile) Lines

IQR2 Inventory Posting – UoM

IQR3 Inventory Posting – SnB

ISW1 Reported Business Partners

ISW2 Intrastat Reported Items

ITL1 Srl & Batch Details in Transac

ITM11 Asset Item Period Control

ITM2 Items – Multiple Preferred Vendors

ITM3 Items – Localization Fields

ITM6 Asset Item Distribution Rules

ITM7 Asset Item Depreciation Params

ITR1 Internal Reconciliation – Rows

ITT1 Bill of Materials – Component Items

IVM1 Invoice Mapping Object Details

IVRU Inventory Valuation Utility

IWB1 Batch No. Quantities Backup

IWB2 Serial No. Quantities Backup

IWZ1 Accounts Revaluation History

IWZ2 Inflation Warehouse Filter

IWZ3 Items Last Revaluation Data

JDT2 Withholding Tax – History

JST1 TDS Adjustment – Rows

LLR1 Electronic Report Generation Result – Reports

MAP1 Input and Output of Mapping

MAP2 Mapping Input and Output Relation

MDC1 Master Data Cleanup – Log

MDC2 Master Data Cleanup – MD Log

MDP1 Manual Depreciation – Rows

MDP2 Manual Depreciation – Area Journal Transactions

MDP3 Manual Depreciation – Item Areas

MDR1 Manual Distribution Rule – Rows

MIN1 Monthly Invoice Report Document Information

MIN2 Item Imformation of MI

MIV1 A/P Monthly Invoice – Document

MIV2 A/P Monthly Invoice – Item

MLS1 Distribution Lists – Recipients

MLT1 Translations in user language

MRV1 Inventory Revaluation Information Array

MRV2 Inventory Revaluation FIFO Rows

MRV3 Inventory Revaluation SNB

MSN1 MRP Scenarios – Warehouses Array

MSN3 MRP Pegging Information

MSN4 MRP Scenarios – Items Array

MSN5 MRP-Specific Document

NFN1 Not a Fiscal Sequence

NNM1 Documents Numbering – Series

NNM5 Document Numbering – Removed Serial Numbers

OADT Fixed Assets Account Determination

OAIM Archive Inventory Message

OAMD Amount Differences Report

OARI Add-On – Company Definitions

OASC Account Segmentation Categories

OASG Account Segmentation

OAT1 Blanket Agreement – Rows

OAT2 Blanket Agreement – Details

OAT3 Item Details: Activity

OAT4 Blanket Agreement – Recurring Transactions

OBAT Bin Location Attribute

OBBI Brazil Beverage Indexer

OBBQ Item – Serial/Batch – Bin Accumulator

OBCA Bank Charges Allocation Codes

OBCD Bar Code Master Data

OBCG Bank Charge for Bank Transfers

OBDC B1i DI Configuration

OBFC Bin Field Configuration

OBGD Budget Cost Assess. Mthd

OBMI Brazilian Multi-Indexer

OBNH Bank Statement Header

OBNI Brazil Numeric Indexer

OBNK External Bank Statement Received

OBOC External Bank Operation Code Category

OBOE Bill of Exchange for Payment

OBOT Bill Of Exchang Transaction

OBSI Brazil String Indexer

OBTC Internal Bank Operation Codes

OBTD Journal Vouchers List

OBTF Journal Voucher Entry

OBTN Batch Numbers Master Data

OBTW Batch Attributes in Location

OBVL Serial Numbers and Batch Valuation Log

OCCD Cargo Customs Declaration Numbers

OCCS Cycle Count Determination

OCDP Closing Date Procedure

OCFH Cash Flow Statement History

OCFP CFOP for Nota Fiscal

OCFT Cash Flow Transactions – Rows

OCHD Checks for Payment Drafts

OCIF Configuration of Intrastat Fields

OCIN A/R Correction Invoice

OCIP Configuration of Integration Packages

OCPI A/P Correction Invoice

OCPL Quick Copy Log Manager

OCPV A/P Correction Invoice Reversal

OCR1 Distribution Rule – Rows

OCRH Credit Card Management

OCRT CRDB Tables Tree List

OCSC Crystal Server Configuration

OCSI A/R Correction Invoice

OCSV A/R Correction Invoice Reversal

OCUL Customer Usage Statistics Log

ODBN Bat. Nos – Draft – Master Data

ODBW Batch Draft Attribs in Locat.

ODCC Dashboard Cache Configuration

ODCI Intrastat Configuration

ODDG Withholding Tax Deduction Groups

ODDT Withholding Tax Deduction Hierarchy

ODGL Deduction Group List

ODGP Document Generation Parameter Sets

ODIM Cost Accounting Dimension

ODLL Bar Code Algorithm File

ODMC GL Account Determination – Criteria

ODOW Data Ownership – Objects

ODOX Data Ownership – Exceptions

ODPA Fixed Asset Depreciation Areas

ODPP Depreciation Type Pools

ODPV Fixed Assets Depreciation Value

ODSN SNs – Draft – Master Data

ODSW SN Draft Attribs in Location

ODTP Fixed Assets Depreciation Types

OECM Electronic Communication Types or Protocols

OEI1 Outgoing Excise Invoice – Rows

OEI10 Outgoing Excise Invoice – Row Structure

OEI11 OEI – Drawn Dpm Detail

OEI12 Outgoing Excise Invoice – Tax Extension

OEI13 Outgoing Excise Invoice Rows – Distributed Expenses

OEI14 Outgoing Excise Invoice – Assembly – Rows

OEI15 OEI – Drawn Dpm Applied

OEI16 Outgoing Excise Invoice – SnB properties

OEI17 Outgoing Excise Invoice – Import Process

OEI18 Outgoing Excise Invoice – Export Process

OEI19 Outgoing Excise Invoice – Bin Allocation Data

OEI4 Outgoing Excise Invoice – Tax Amount per Document

OEI5 Outgoing Excise Invoice – Withholding Tax

OEI6 Outgoing Excise Invoice – Installments

OEI7 Delivery Packages – Outgoing Excise Invoice

OEI8 Outgoing Excise Invoice – Items in Package

OEJB Wizard Run Details for ERV-JAb

OEJD Company Details for ERV-JAb

OERN Excise Register Numbering

OERT Excise Register Numbering Type

OERX Excise Register Numbering Ext

OFAC Fixed Asset Parameter Change

OFAM Fixed Asset Data Migration

OFAR Fixed Asset Revaluation

OFIX Fixed Asset Transactions

OFML Tax Formula Master Table

OFPC Fixed Assets Fiscal Year Change

OFRC Financial Report Categories

OFRT Financial Report Templates

OFYM Financial Year Master

OGAR G/L Account Advanced Rules

OGBI GB Interface: Common Info

OGPA Gross Profit Adjustment

OHET Object: HR Employee Transfer

OHMM SAP HANA Model Management

OIBQ Item – Bin Accumulator

OICD Inventory Stock Counting Draft

OIEI Incoming Excise Invoice

OIGW Item Group – Warehouse

OILM Inventory Log Message

OIMT Templates for Inventory JE

OINC Inventory Stock Counting

OINS Customer Equipment Card

OIOD Inventory Initial Quantity Draft

OIPD Inventory Stock Posting Draft (Reconcile)

OIPO Internal Payment Order Number

OIQI Inventory Initial Quantity

OIQR Inventory Stock Posting (Reconcile)

OITL Inventory Transactions Log

OITR Internal Reconciliation

OIVE FIFO Based Sales Return

OIVM GTS Invoice Mapping Object

OIVQ FIFO Queue Working Table

OIWB Items – Warehouse Counting Data Backup

OLLR Electronic Report Generation Result

OLTB Location-based Tax Bal Table

OMAO Mobile Add-On Setting

OMDR Manual Distribution Rule

OMLT Multi-Language Translation

OMRL Advanced Inventory Revaluation

OMRV Inventory Revaluation

OMSG Messaging Service Settings

OMTC Bank Statement – Matching Criteria

OMTH Reconciliation History

ONFT Nota Fiscal Tax Category (Brazil)

OOEI Outgoing Excise Invoice

OPCI Process Checklist Instance

OPCT Process Checklist Template

OPEX Payment Results Table

OPFT Portfolio Definitions

OPOI Incoming Payment Order

OPOO Outgoing Payment Order

OPPA Password Administration

OPQN Purchase Quotation Group

OPQW Purchase Quotation Generation: Parameter Sets

OPR1 Sales Opportunity – Rows

OPR2 Sales Opportunity – Partners

OPR3 Sales Opportunity – Competitors

OPR4 Sales Opportunity – Interests

OPR5 Sales Opportunity – Reasons

OPYM Payment Methods for Payment Wizard

ORCL Recurring Transaction Instances

ORCP Recurring Transaction Template

OREQ External System Call Request

ORFL Already Displayed 347, 349 and WTax Reports

ORIT Dunning Interest Rate

OROC Retorno Operation Codes

ORSC Resource Master Data

ORTS CPI and FC Rates for Reports

ORTW Boleto Retorno Wizard: Parameter Sets

OSBQ Item – Serial/Batch – Bin Accumulator

OSCM Special Ledger – Analytical Accounting Configuration Rules: Material

OSCN Customer/Vendor Cat. Não.

OSCO Service Call Origins

OSCP Service Call Problem Types

OSCR Special Ledger – Analytical Accounting Configuration Rules: Revenues & Expenses

OSCS Service Call Statuses

OSGP Service Group for Brazil

OSHR Shareholder’s Rights and Interests Report History

OSLM Special Ledger – Analytical Accounting Report: Material

OSLR Special Ledger – Analytical Accounting Report: Revenues & Expenses

OSLT Service Call Solutions

OSPG Special Prices for Groups

OSRA Scheduled Report Actions

OSRD Batches and Serial Numbers

OSRI Serial Numbers for Items

OSRN Serial Numbers Master Data

OSRQ Serial No. Quantities

OSRT Korean Summary Report

OSRW Serial No. Attribs in Location

OSST Service Call Solution Statuses

OSTA Sales Tax Authorities

OSTT Sales Tax Authorities Type

OSVR Saved Reconciliations

OSVT Define Summary VAT Report Type

OTBP Target Group Business Partner

OTCD Tax Code Determination

OTCX Tax Code Determination

OTFC Tax Type Combination

OTNC Transaction Category

OTOB 1099 Opening Balance

OTPA Tax Parameter Attributes

OTPI Purchase Tax Invoice

OTRN Multilingual Service Table

OTRS Tax Report Saving Object

OTRX Transformation Documents

OTSC CST Code for Nota Fiscal

OUPT User Autorization Tree

OUSG Usage of Nota Fiscal

OUTX Unreported VAT Transactions

OVNM VAT Report Numbering

OVRW VAT Reposting Wizard

OWDD Docs. for Confirmation

OWEX Workflow Engine Execution Entity

OWFER Workflow Error Message

OWIN Workflow Engine Information

OWKO Production Instructions

OWLS Workflow – Task Details

OWTI Workflow Timer Definition

OWTQ Inventory Transfer Request

OWTS Workflow Engine Task Table

OWTT Withholding Tax Type

PCH10 A/P Invoice – Row Structure

PCH12 A/P Invoice – Tax Extension

PCH13 A/P Invoice Rows – Distributed Expenses

PCH14 A/P Invoice – Assembly – Rows

PCH15 A/P Invoice – Drawn Dpm Appld

PCH16 A/P Invoice – SnB properties

PCH17 A/P Invoice – Import Process

PCH18 A/P Invoice – Export Process

PCH19 A/P Invoice – Bin Allocation Data

PCH2 A/P Invoice – Freight – Rows

PCH4 A/P Invoice – Tax Amount per Document

PCH5 A/P Invoice – Withholding Tax Data

PCH6 A/P Invoice – Installments

PCH7 Delivery Packages – A/P Invoice

PCH8 A/P Invoice – Items in Package

PCH9 A/P Invoice – Drawn Dpm

PCI1 Process Checklist Element Extended Data

PDF1 Payment Draft – Checks

PDF2 Payment Draft – Invoices

PDF3 Payment Draft – Credit Vouchers

PDF4 Payment Draft – Account List

PDF6 Payment Drafts – Withholding Tax – Rows

PDF7 Payment Draft – Tax Amount per Document

PDF8 Payment Draft – TDS Entries

PDN1 Goods Receipt PO – Rows

PDN10 Goods Receipt PO – Row Structure

PDN12 Goods Receipt PO – Tax Extension

PDN13 Goods Receipt PO Rows – Distributed Expenses

PDN14 Goods Receipt PO – Assembly – Rows

PDN15 GRPO – Drawn Dpm Applied

PDN16 Goods Receipt PO – SnB properties

PDN17 Goods Receipt PO – Import Process

PDN18 Goods Receipt PO – Export Process

PDN19 Goods Receipt PO – Bin Allocation Data

PDN2 Goods Receipt PO – Freight – Rows

PDN3 Goods Receipt PO – Freight

PDN4 Goods Receipt PO – Tax Amount per Document

PDN5 Goods Reciept PO – Withholding Tax

PDN6 Goods Receipt PO – Installments

PDN7 Goods Receipt PO – Delivery Packages

PDN8 Goods Receipt PO – Items in Package

PDN9 Goods Receipt PO – Drawn Dpm

PEX1 Payment Results Table – Rows

PJT2 Project Plan Steps Time Record

PKL2 Pick List for SnB and Bin Details

PMV8 Incoming Payment – TDS Entries

POR1 Purchase Order – Rows

POR10 Purchase Order – Row structure

POR12 Purchase Order – Tax Extension

POR13 Purchase Order Rows – Distributed Expenses

POR14 Purchase Order – Assembly – Rows

POR15 PO – Drawn Dpm Applied

POR16 Purchase Order – SnB properties

POR17 Purchase Order – Import Process

POR18 Purchase Order – Export Process

POR19 Purchase Order – Bin Allocation Data

POR2 Purchase Order – Freight – Rows

POR3 Purchase Order – Freight

POR4 Purchase Order – Tax Amount per Document

POR5 Purchase Order – Withholding Tax

POR6 Purchase Order – Installments

POR7 Delivery Packages – Purchase Order

POR8 Items in Package – Purchase Order

POR9 Purchase Order – Drawn Dpm

PQT1 Purchase Quotation – Rows

PQT10 Purchase Quotation – Row Structure

PQT12 Purchase Quotation – Tax Extension

PQT13 Purchase Quotation Rows – Distributed Expenses

PQT14 Purchase Quotation – Assembly – Rows

PQT15 PQ – Drawn DPM Applied

PQT16 Purchase Quotation – SnB properties

PQT17 Purchase Quotation – Import Process

PQT18 Purchase Quotation – Export Process

PQT19 Purchase Quotation – Bin Allocation Data

PQT2 Purchase Quotation – Freight – Rows

PQT3 Purchase Quotation – Freight

PQT4 Purchase Quotation – Tax Amount per Document

PQT5 Purchase Quotation – Withholding Tax

PQT6 Purchase Quotation – Installments

PQT7 Delivery Packages – Purchase Quotation

PQT8 Items in Package – Purchase Quotation

PQT9 Purchase Quotation – Drawn DPM

PQW1 Purchase Quotation Generation: Line Items

PRQ1 Purchase Request – Rows

PRQ10 Purchase Request – Row Structure

PRQ12 Purchase Request – Tax Extension

PRQ13 Purchase Request Rows – Distributed Expenses

PRQ14 Purchase Request – Assembly – Rows

PRQ15 PR – Drawn DPM Applied

PRQ16 Purchase Request – SnB Properties

PRQ17 Purchase Request – Bin Allocation Data

PRQ18 Purchase Request – Export Process

PRQ19 Purchase Request – Bin Allocation Data

PRQ2 Purchase Request – Freight – Rows

PRQ3 Purchase Request – Freight

PRQ4 Purchase Request – Tax Amount per Document

PRQ5 Purchase Request – Withholding Tax

PRQ6 Purchase Request – Installments

PRQ7 Delivery Packages – Purchase Request

PRQ8 Items in Package – Purchase Request

PRQ9 Purchase Request – Drawn DPM

PRS1 Detail Lines of Print Sequence Definition

PUTR Pre-Upgrade Test Result

PUTR1 Pre-Upgrade Test Result Line

PWZ2 Payment Wizard – Rows 2

PWZ3 Payment Wizard – Rows 3

PWZ4 Payment Wizard – Rows 4

PWZ5 Payment Wizard – Rows 5

PWZ6 Payment Wizard Rows – 6

PYD1 Payment Terms Allowed in Payment Run

QUT1 Sales Quotation – Rows

QUT10 Sales Quotation – Row Structure

QUT12 Sales Quotation – Tax Extension

QUT13 Sales Quotation Rows – Distributed Expenses

QUT14 Sales Quotation – Assembly – Rows

QUT15 Sls Quote – Drawn Dpm Applied

QUT16 Sales Quotation – SnB properties

QUT17 Sales Quotation – Import Process

QUT18 Sales Quotation – Export Process

QUT19 Sales Quotation – Bin Allocation Data

QUT2 Sales Quotation – Freight – Rows

QUT3 Sales Quotation – Freight

QUT4 Sales Quotation – Tax Amount per Document

QUT5 Sales Quotation – Tax

QUT6 Sales Quotation – Installments

QUT7 Delivery Packages – Sales Quotation

QUT8 Sales Quotation – Items in Package

QUT9 Sales Quotation – Drawn Dpm

QWZ3 Query Condition Fields

RCC4 Incoming Payment – Credit Vouchers

RCON Connection Map for CR Templates

RCR1 Recurring Postings – Rows

RCT1 Incoming Payment – Checks

RCT2 Incoming Payments – Invoices

RCT3 Incoming Pmt – Credit Vouchers

RCT4 Incoming Payment – Account List

RCT6 Incoming Payments – WTax Rows

RCT7 Incoming Pmt – Tax Amount per Document

RCT8 Incoming Payment – TDS Entries

RDN10 Returns – Row Structure

RDN12 Returns – Tax Extension

RDN13 Returns Rows – Distributed Expenses

RDN14 Return – Assembly – Rows

RDN15 Returns – Drawn Dpm Applied

RDN16 Returns – SnB properties

RDN17 Returns – Import Process

RDN18 Returns – Export Process

RDN19 Returns – Bin Allocation Data

RDN2 Return – Freight – Rows

RDN4 Returns – Tax Amount per Document

RDN5 Returns – Withholding Tax

RDN6 Returns – Installments

RDN7 Delivery Packages – Returns

RDN8 Returns – Items in Package

RDR10 Sales Order – Row Structure

RDR12 Sales Order – Tax Extension

RDR13 Sales Order Rows – Distributed Expenses

RDR14 Sales Order – Assembly – Rows

RDR15 Sls Ord. – Drawn Dpm Applied

RDR16 Sales Order – SnB properties

RDR17 Sales Order – Import Process

RDR18 Sales Order – Export Process

RDR19 Sales Order – Bin Allocation Data

RDR2 Sales Order – Freight – Rows

RDR3 Sales Order – Freight

RDR4 Sales Order – Tax Amount per Document

RDR5 Sales Order – Withholding Tax

RDR6 Sales Order – Installments

RDR7 Delivery Packages – Sales Order

RDR8 Sales Order – Items in Package

REQ1 External System Call Request – Message List

REQ2 External System Call Request – Argument List

REQ3 External System Call Request – Message Argument List

RIN1 A/R Credit Memo – Rows

RIN10 A/R Credit Memo – Row Structure

RIN12 A/R Credit Memo – Tax Extension

RIN13 A/R Credit Memo Rows – Distributed Expenses

RIN14 A/R Credit Memo – Assembly – Rows

RIN15 A/R Cr. Memo – Drawn Dpm Appld

RIN16 A/R Credit Memo – SnB properties

RIN17 A/R Credit Memo – Import Process

RIN18 A/R Credit Memo – Export Process

RIN19 A/R Credit Memo – Bin Allocation Data

RIN2 A/R Credit Memo – Freight – Rows

RIN3 A/R Credit Memo – Freight

RIN4 A/R Credit Memo – Tax Amount per Document

RIN5 A/R Credit Memo – Withholding Tax

RIN6 A/R Credit Memo – Installments

RIN7 A/R Credit Memo – Delivery Packages

RIN8 Items in Package – A/R Credit Memo

RIN9 A/R Credit Memo – Drawn Dpm

RPC1 A/P Credit Memo – Rows

RPC10 A/P Credit Memo – Row Structure

RPC12 A/P Credit Memo – Tax Extension

RPC13 A/P Credit Memo Rows – Distributed Expenses

RPC14 A/P Credit Memo – Assembly – Rows

RPC15 A/P Cr. Memo – Drawn Dpm Appld

RPC16 A/P Credit Memo – SnB properties

RPC17 A/P Credit Memo – Import Process

RPC18 A/P Credit Memo – Export Process

RPC19 A/P Credit Memo – Bin Allocation Data

RPC2 A/P Credit Memo Rows – Expenses

RPC3 A/P Credit Memo – Freight

RPC4 A/P Credit Memo – Tax Amount per Document

RPC5 A/P Credit Memo – Withholding Tax

RPC6 A/P Credit Memo – Installments

RPC7 Delivery Packages – A/P Credit Memo

RPC8 Items in Package – A/P Credit Memo

RPC9 A/P Credit Memo – Drawn Dpm

RPD10 Goods Return – Row Structure

RPD12 Goods Return – Tax Extension

RPD13 Goods Returns Rows – Distributed Expenses

RPD14 Goods Return – Assembly – Rows

RPD15 Gds Return – Drawn Dpm Applied

RPD16 Goods Return – SnB properties

RPD17 Goods Return – Import Process

RPD18 Goods Return – Export Process

RPD19 Goods Return – Bin Allocation Data

RPD2 Goods Return – Freight – Rows

RPD3 Goods Return – Freight

RPD4 Goods Return – Tax Amount per Document

RPD5 Goods Return – Withholding Tax Data

RPD6 Goods Return – Installments

RPD7 Goods Return – Delivery Packages

RPD8 Goods Return – Items in Package

RPD9 Goods Return – Drawn Dpm

RPRS Print Sequence Definition

RSC1 Resources – Warehouses

RTI2 Retirement – Area Journal Transactions

RTI3 Retirement – Item Areas

RTM1 Rate Differences – Rows

RTM2 Rate Differences – SC Adjustment Rows

RTW1 Boleto Retorno Wizard: Import Table

RTW2 Boleto Retorno Wizard: Import Archive

SCL1 Service Call Solutions – Rows

SCL2 Service Call Inventory Expenses

SCL3 Service Call Travel/Labor Expenses

SCL5 Service Call Activities

SCM1 Special Ledger – Analytical Accounting Configuration Rule Conditions: Material

SCM2 Special Ledger – Analytical Accounting Configuration Rule Goals: Material

SCM3 Special Ledger – Analytical Accounting Configuration Rule Additional Calculations: Material

SCR1 Special Ledger – Analytical Accounting Configuration Rule Conditions: Revenues & Expenses

SCR2 Special Ledger – Analytical Accounting Configuration Rule Goals: Revenues & Expenses

SCR3 Special Ledger – Analytical Accounting Configuration Rule Additional Calculations: Revenues & Expenses

SHR1 Shareholder’s Rights and Interests Report History – Rows

SIVE FIFO Based Sales Return

SIVQ FIFO Queue Working Table

SLM1 Special Ledger – Analytical Accounting Report Lines: Material

SLR1 Special Ledger – Analytical Accounting Report Lines: Revenues & Expenses


An Import-Based Economy

In 1997, the Central Bank of Lebanon pegged the Lebanese Lira to the U.S. dollar at 1507 to 1. Over the last two decades, the stability of the Lebanese economy depended on a fixed exchange rate to the U.S. dollar.

Lebanon is largely a service based economy, heavily dependent on tourism most of which is conducted in U.S. dollars. Due to corruption and an unfriendly system to businesses, Lebanon did not develop self-sustaining domestic industries like many of its neighbors. Lebanon imports a staggering 80% of its products - most of the country’s oil, meat, grain and other supplies come from abroad. Lebanon receives U.S. currency inflows through tourism, foreign aid, remittances and loans. And in turn, spends those dollars to purchase supplies across borders.

Crypto Price Prediction: Is Ethereum About To ‘Flip’ Bitcoin?

Move Over Dogecoin—Tesla Billionaire Elon Musk Has Suddenly Sent The Bitcoin Price Sharply Higher

El Salvador's Quick Bitcoin Adoption Leaves More Questions Than Answers

Currency stability encouraged expats to continue to send money home, buy property and even deposit cash in local banks. It is estimated that Lebanese abroad sent remittances worth up to 12.5% of Lebanon’s GDP, keeping the economy afloat. The dollarization of Lebanon contributed to its growing wealth divide, where Lebanon’s top 1% earned 25% of the country’s GDP, making it one of the most unequal economies in the world.


Economic Stimulus Act of 2008

  • Tax rebates. Provided a one-time rebate equal to the lesser of net income tax liability and $600 ($1,200) for individual (joint) filers. Ensured a minimum tax rebate of $300 ($600 for joint filers) for individuals with earnings plus Social Security plus veteran's benefits above $3,000. Provided additional rebates of $300 per qualified child. Rebate is reduced by 5 percent of AGI above $75,000 ($150,000 for married joint filers).
  • Business tax incentives. For 2008, increased the limitation on expensing qualified investment to $250,000 the maximum investment phaseout threshold to $800,000 and the first-year depreciation allowance to 50 percent of the cost of qualifying investments.