Em formação

Eleições presidenciais de 1892 - História


Resultados da eleição de 1892 Cleveland vs Harrison

O ex-presidente Cleveland foi o favorito na Convenção Democrata em 1892. Cleveland foi contestado por aqueles do Ocidente e do Sul que apoiavam a cunhagem gratuita de prata. Apesar da oposição, Cleveland ganhou a indicação na primeira votação. Harrison também ganhou a indicação na convenção republicana na primeira votação. Durante a década de 1880, os agricultores enfrentaram dificuldades econômicas em grande parte dos Estados Unidos. Muitos fazendeiros apoiavam fortemente a cunhagem de prata. Eles acreditavam que se a prata fosse cunhada para produzir dinheiro, aumentaria a oferta monetária e traria a prosperidade. Agricultores radicais se reuniram em fevereiro de 1892 para formar o Partido do Povo. O Partido do Povo mais tarde se tornou o Partido Popular. O Partido Popular nomeou o ex-general da União James Weaver para ser o candidato presidencial de seu partido.

A questão das tarifas dominou a campanha eleitoral de 1892. Cleveland concorreu contra o aumento das tarifas que Harrison havia promovido. O candidato populista, James Weaver, recebeu forte apoio por sua posição de promoção da cunhagem de prata.

Não houve campanha ativa de nenhum candidato. A esposa de Harrison estava mortalmente doente. Ele nem mesmo fez discursos na varanda. Cleveland, em deferência a Harrison, também não fez campanha.


People & # 8217s Party & # 8211 populismo americano antes de Trump

O presidente Trump foi acusado de populismo, mas há uma longa tradição desse tipo de política nos Estados Unidos. Tomemos, por exemplo, o People & # 8217s Party & # 8211, um excelente exemplo do populismo americano.

Eu estive grudado na TV e na mídia social como o resto de vocês assistindo à tortura da eleição presidencial americana de 2020. O que me surpreendeu foi como tantas comunidades rurais e do cinturão de ferrugem votaram em Donald Trump. Para muitos fora dos Estados Unidos & # 8211, isso parece inexplicável. Por que os pobres votariam em um reality show milionário na TV?

Mas há uma longa história de populismo americano que se saiu surpreendentemente bem nas áreas rurais e mais pobres do país. Tomemos, por exemplo, o Partido do Povo & # 8217s & # 8211 do final do século 19, também referido com escárnio como os Populistas & # 8211, que venceram quatro estados nas eleições presidenciais de 1892.

James Weaver e James Field concorreram à presidência e conseguiram os votos do colégio eleitoral de Colorado, Kansas, Idaho e Nevada. Eles obtiveram votos adicionais de Dakota do Norte e Oregon. Sua plataforma política, sob a bandeira do Partido do Povo & # 8217s, era populismo de esquerda, incluindo demandas por um imposto de renda graduado, propriedade pública de indústrias-chave e o suprimento ilimitado de moedas de prata & # 8211 vendidas ao governo por mineradores de prata.

Essa onda de populismo americano reuniu vários partidos e grupos, como a Farmers Alliance, o Greenback Party e os Knights of Labour. Houve uma forte influência das ideias socialistas e um apelo à dissolução dos monopólios. A influência dessa vertente política foi sentida tanto nos círculos democratas quanto nos republicanos & # 8211, que se sentiram obrigados a reconhecer e responder aos níveis alarmantes de apoio que o Partido do Povo & # 8217s estava alcançando.

Essa onda de populismo americano acabou morrendo. Mas, como sabemos hoje, houve sucessivas ondas de populismo nos Estados Unidos desde então. Normalmente visto como algo maligno, talvez deva ser visto como uma exposição das deficiências e deficiências do sistema bipartidário. Em ocasiões & # 8216normais & # 8217, democratas e republicanos conseguem dividir os espólios políticos apenas interrompidos pelo inconveniente das eleições a cada quatro anos.

Mas, de vez em quando, as vozes dos despossuídos insistem em ser ouvidas. E essas vozes podem articular um programa racional de idéias ou apenas ser um uivo incipiente de raiva. O fenômeno Trump parece ser mais do último. E algumas forças das trevas estão, sem dúvida, espreitando nas asas. Essa é a natureza do populismo americano de hoje & # 8217s.


41e. A Eleição de 1896

Tudo parecia estar se encaixando para os populistas. James Weaver teve uma atuação impressionante em 1892, e agora as idéias populistas estavam sendo discutidas em todo o país. O Pânico de 1893 foi a pior crise financeira até hoje na história americana. À medida que as filas de sopa cresciam, também aumentava a raiva dos eleitores com o sistema atual.

Quando Jacob S. Coxey, de Ohio, levou seus 200 apoiadores à capital do país para exigir reformas na primavera de 1894, muitos pensaram que uma revolução estava se formando. O clima parecia doer por mudanças. Tudo de que os populistas precisavam era um candidato presidencial vencedor em 1896.

O menino orador

Ironicamente, a pessoa que defendeu a plataforma populista naquele ano veio do Partido Democrata. William Jennings Bryan era o candidato improvável. Um advogado de Lincoln, Nebraska, as habilidades orais de Bryan estavam entre as melhores de sua geração. Conhecido como o "Grande Plebeu", Bryan rapidamente desenvolveu uma reputação de defensor do fazendeiro.

Quando as ideias populistas começaram a se espalhar, os eleitores democratas do Sul e do Oeste deram um endosso entusiástico. Na convenção democrata de Chicago em 1896, Bryan fez um discurso que marcou sua carreira. Exigindo a cunhagem gratuita de prata, Bryan gritou: "Você não deve crucificar a humanidade em uma cruz de ouro!" Milhares de delegados rugiram sua aprovação e, com a idade de 36 anos, o "Menino Orador" recebeu a indicação democrata.

Diante de uma escolha difícil entre entregar sua identidade e ferir sua própria causa, o Partido Populista também indicou Bryan como seu candidato.

O candidato a ficar em casa


William McKinley ficou longe dos olhos do público em 1896, deixando a campanha para hackers do partido e cartazes chiques como este.

O competidor republicano foi William McKinley, governador de Ohio. Ele tinha o apoio do endinheirado sistema oriental. Nos bastidores, um rico industrial de Cleveland chamado Marc Hanna estava determinado a ver McKinley eleito. Ele, como muitos de sua classe, acreditava que a cunhagem gratuita de prata traria ruína financeira para a América.

Usando sua vasta riqueza e poder, Hanna dirigiu uma campanha baseada no medo da vitória de Bryan. McKinley fez campanha de sua casa, deixando a politicagem para os hacks do partido. Bryan revolucionou a política de campanha ao lançar um esforço nacional de interceptação, fazendo de vinte a trinta discursos por dia.

Quando os resultados foram finalmente apurados, McKinley havia derrotado Bryan por uma margem de votos eleitorais de 271 a 176.

Compreendendo 1896

Muitos fatores levaram à derrota de Bryan. Ele não conseguiu conquistar um único estado no populoso Nordeste. Os trabalhadores temiam a ideia da prata gratuita tanto quanto seus patrões. Embora a inflação ajudasse os agricultores endividados e pagantes de hipotecas, ela poderia prejudicar os trabalhadores assalariados e que pagam aluguéis. Em certo sentido, a eleição caiu para cidade contra país. Em 1896, as forças urbanas venceram. A campanha de Bryan marcou a última vez que um grande partido tentou ganhar a Casa Branca cortejando exclusivamente o voto rural.

A economia de 1896 também estava em alta. Se a eleição tivesse ocorrido no coração do Pânico de 1893, os resultados podem ter sido diferentes. Os preços agrícolas estavam subindo em 1896, embora lentamente. O Partido Populista desmoronou com a perda de Bryan. Embora continuassem a indicar candidatos, a maior parte de seus membros havia revertido para os partidos principais.

As idéias, no entanto, resistiram. Embora a questão da prata gratuita tenha morrido, o imposto de renda graduado, a eleição direta de senadores, a iniciativa, o referendo, a revogação e o voto secreto foram todos promulgados posteriormente. Essas questões foram mantidas vivas pelos próximos porta-estandartes da reforma - os progressistas.


Eleições presidenciais dos Estados Unidos de 1892

o Eleições presidenciais dos Estados Unidos de 1892 foi a 27ª eleição presidencial quadrienal, realizada na terça-feira, 8 de novembro de 1892. Em uma revanche da eleição presidencial de 1888, o ex-presidente democrata Grover Cleveland derrotou o presidente republicano Benjamin Harrison. A vitória de Cleveland fez dele a primeira e única pessoa na história americana a ser eleita para um segundo mandato presidencial não consecutivo. Foi também a primeira vez que os governantes foram derrotados em eleições consecutivas - a segunda foi a derrota de Jimmy Carter sobre Gerald Ford em 1976, seguida pela derrota subsequente de Carter para Ronald Reagan em 1980. [2] Além disso, a perda de Harrison marcou a segunda vez que um presidente eleito perdeu o voto popular duas vezes, o primeiro sendo John Quincy Adams na década de 1820. Este feito não se repetiu até que Donald Trump perdeu o voto popular em 2016 e 2020. [3]

Embora alguns republicanos se opusessem à renomeação de Harrison, Harrison derrotou James G. Blaine e William McKinley na primeira votação presidencial da Convenção Nacional Republicana de 1892. Cleveland derrotou os desafios de David B. Hill e Horace Boies na primeira votação presidencial da Convenção Nacional Democrata de 1892, tornando-se o primeiro candidato presidencial e democrata a ganhar a indicação presidencial de seu partido em três eleições. O novo Partido Populista, formado por grupos de The Grange, Farmers 'Alliances e Knights of Labor, obteve uma chapa liderada pelo ex-congressista James B. Weaver, de Iowa.

A campanha centrou-se principalmente em questões econômicas, especialmente a protecionista 1890 McKinley Tariff. Cleveland concorreu com uma plataforma de redução da tarifa e se opôs à proposta de direito de voto dos republicanos de 1890. Cleveland também foi um defensor do padrão ouro, enquanto tanto republicanos quanto populistas apoiavam o bimetalismo.

Cleveland conquistou o Solid South e ganhou vários estados decisivos importantes, obtendo a maioria dos votos eleitorais e uma pluralidade do voto popular. Em 2020, ele era o terceiro de seis indicados presidenciais a ganhar um número significativo de votos eleitorais em pelo menos três eleições, sendo os outros Thomas Jefferson, Andrew Jackson, William Jennings Bryan, Franklin D. Roosevelt e Richard Nixon. Destes, Jackson, Cleveland e Roosevelt também ganharam o voto popular em pelo menos três eleições. Weaver obteve 8,5% do voto popular e venceu vários estados ocidentais, enquanto John Bidwell, do Partido da Proibição, obteve 2,2% do voto popular. Os democratas não ganharam outra eleição presidencial até 1912.

Nomeação do Partido Democrata

No início de 1892, muitos americanos estavam prontos para retornar às políticas políticas de Cleveland. Embora ele fosse o franco-líder da indicação presidencial democrata, ele estava longe da escolha universal dos apoiadores do partido - muitos, como os jornalistas Henry Watterson e Charles Anderson Dana, pensavam que se ele conseguisse a indicação, seu partido perderia em novembro, mas poucos poderiam desafiá-lo com eficácia. Embora ele tivesse permanecido relativamente quieto sobre a questão da prata versus ouro, muitas vezes cedendo ao bimetalismo, os democratas do Senado em janeiro de 1891 votaram pela cunhagem gratuita de prata. Furioso, ele enviou uma carta a Ellery Anderson, que chefiava o New York Reform Club, para condenar a aparente tendência do partido para a inflação e o controle agrário, o "experimento perigoso e imprudente de cunhagem de prata livre e ilimitada em nossas casas da moeda". Os conselheiros alertaram que tais declarações podem alienar apoiadores em potencial no sul e no oeste e arriscar suas chances de indicação, mas Cleveland sentiu que estar certo sobre o assunto era mais importante do que a indicação. Depois de deixar clara sua posição, ele trabalhou para concentrar sua campanha na reforma tarifária, esperando que a questão da prata se dissipasse. [4]

Um desafiante surgiu na forma de David B. Hill, ex-governador e senador em exercício por Nova York. A favor do bimetalismo e da reforma tarifária, Hill esperava fazer incursões com os partidários de Cleveland, apelando para aqueles no sul e no meio-oeste que não estavam interessados ​​em nomear Cleveland pela terceira vez consecutiva. Hill começou a concorrer ao cargo de presidente extra-oficialmente em 1890, e até ofereceu ao ex-Postmaster General Donald M. Dickinson seu apoio à indicação para vice-presidente. Mas ele não conseguiu escapar de sua associação anterior com Tammany Hall, e a falta de confiança em sua capacidade de derrotar Cleveland para a indicação impediu Hill de obter o apoio de que precisava. Na época da convenção, Cleveland podia contar com o apoio da maioria dos partidos democratas estaduais, embora sua cidade natal, Nova York, continuasse comprometida com Hill. [5]

Em uma vitória estreita na primeira votação, Cleveland recebeu 617,33 votos, apenas 10 a mais do que o necessário, contra 114 para Hill, 103 para o governador Horace Boies de Iowa, um populista e ex-republicano, e o restante se espalhou. Embora as forças de Cleveland tenham preferido Isaac P. Gray de Indiana para o vice-presidente, Cleveland dirigiu seu próprio apoio ao favorito da convenção, Adlai E. Stevenson I, de Illinois. [6] Como um defensor do uso de papel-moeda e prata grátis para inflar a moeda e aliviar a crise econômica nos distritos rurais, Stevenson equilibrou o bilhete liderado por Cleveland, que apoiava o dinheiro forte e o padrão ouro. Ao mesmo tempo, esperava-se que sua nomeação representasse uma promessa de não ignorar os regulares, e assim potencialmente fazer com que Hill e Tammany Hall apoiassem a chapa democrata em seu máximo nas próximas eleições. [7] [8]

Nomeação do Partido Republicano

A administração de Benjamin Harrison foi amplamente considerada malsucedida e, como resultado, Thomas C. Platt (um chefe político em Nova York) e outros líderes partidários insatisfeitos montaram um movimento de despejo de Harrison reunindo-se em torno do candidato veterano James G. Blaine do Maine, um dos favoritos dos regulares do Partido Republicano. Blaine foi o candidato republicano em 1884, quando foi derrotado pelo democrata Grover Cleveland.

Particularmente, Harrison não queria ser renomeado para a presidência, mas permaneceu contra a indicação de Blaine, que ele estava convencido de que pretendia concorrer, e se considerava o único candidato capaz de impedir isso. Blaine, porém, não queria outra luta pela indicação e uma revanche contra o Cleveland nas eleições gerais. Sua saúde começou a piorar e três de seus filhos morreram recentemente (Walker e Alice em 1890 e Emmons em 1892). Blaine se recusou a correr ativamente, mas a natureza enigmática de suas respostas a um projeto de recrutamento alimentou especulações de que ele não era avesso a tal movimento. De sua parte, Harrison secamente exigiu que ele renunciasse a seus apoiadores ou renunciasse ao cargo de Secretário de Estado, com Blaine escolhendo este último poucos dias antes da Convenção Nacional. Um boom começou a se formar em torno do esforço do "recrutamento de Blaine", com os apoiadores esperando causar uma ruptura em seu candidato. [9]

O senador John Sherman, de Ohio, que havia sido o principal candidato à indicação na Convenção Republicana de 1888 antes de Harrison vencê-la, também foi apresentado como um possível oponente. Como Blaine, no entanto, ele era avesso a outra batalha amarga pela nomeação e "como os rebeldes do sul, quer ser deixado em paz". Isso inevitavelmente chamou a atenção do governador de Ohio, William McKinley, que estava indeciso quanto às suas intenções, apesar de seus sentimentos negativos em relação a Harrison e popularidade entre a base republicana. Não avesso a receber a indicação, ele também não esperava vencê-la. No entanto, se Blaine e Harrison não conseguissem obter a indicação após uma série de votações, ele sentiu que poderia ser apresentado como um candidato de harmonia. Apesar da insistência do mediador republicano Mark Hanna, McKinley não se apresentou como um candidato potencial, com medo de ofender os partidários de Harrison e Blaine, ao mesmo tempo que sentia que a próxima eleição não favoreceria os republicanos. [10]

Em qualquer caso, as forças do presidente tinham a indicação bloqueada quando os delegados se reuniram em Minneapolis, Minnesota, em 7 a 10 de junho de 1892. Richard Thomas, de Indiana, fez o discurso de indicação de Harrison. Harrison foi indicado na primeira votação com 535,17 votos, 182,83 para Blaine, 182 para McKinley e o resto disperso. McKinley protestou quando a delegação de Ohio deu todo o voto em seu nome, apesar de não ter sido formalmente nomeado, mas Joseph B. Foraker, que chefiava a delegação, conseguiu silenciá-lo em um ponto de ordem. [11] Com as cédulas contadas, muitos observadores ficaram surpresos com a força da votação de McKinley, que quase ultrapassou Blaine. Whitelaw Reid, de Nova York, editora do New York Tribune e o recente embaixador dos Estados Unidos na França foi nomeado para vice-presidente. O vice-presidente em exercício, Levi P. Morton, foi apoiado por muitos na convenção, incluindo o próprio Reid, mas não queria cumprir outro mandato. [11] Harrison também não queria Morton no ingresso.

Nomeação do Partido do Povo

    , ex-representante dos EUA por Iowa, senador dos EUA por Dakota do Sul, ex-representante da Carolina do Norte

Em 1891, as alianças dos agricultores americanos se reuniram com delegados de grupos trabalhistas e reformistas em Cincinnati, Ohio, para discutir a formação de um novo partido político. Eles formaram o Partido do Povo, comumente conhecido como "Populistas", um ano depois em St. Louis, Missouri.

Leonidas L. Polk foi o pioneiro na nomeação presidencial. Ele foi fundamental na formação do partido e teve grande apelo com sua base agrária, mas morreu inesperadamente enquanto estava em Washington, DC, em 11 de junho. Outro candidato mencionado com frequência para a indicação foi Walter Q. Gresham, um juiz de apelação que havia feito uma série de decisões contra as ferrovias que o tornavam o favorito de alguns grupos de agricultores e trabalhadores, e parecia que sua imagem um tanto digna faria os populistas parecerem mais do que um concorrente menor. Tanto os democratas quanto os republicanos temiam sua nomeação por esse motivo e, embora Gresham tenha brincado com a ideia, ele não estava pronto para romper totalmente com os dois partidos, recusando petições para sua nomeação até e durante a Convenção Populista. Mais tarde, ele endossaria Grover Cleveland para a presidência. [12]

Na primeira convenção nacional populista em Omaha, Nebraska, em julho de 1892, James B. Weaver, de Iowa, foi nomeado presidente na primeira votação, agora sem nenhuma oposição séria. Embora sua nomeação tenha trazido com ele uma experiência de campanha significativa de várias décadas, ele também tinha um trato mais longo da história, pelo qual republicanos e democratas podiam criticá-lo, e também alienou muitos apoiadores em potencial no Sul, por ter participado da Marcha ao Mar de Sherman. . James G. Field, da Virgínia, foi nomeado vice-presidente para tentar retificar esse problema e, ao mesmo tempo, atingir o equilíbrio regional freqüentemente visto em passagens republicanas e democratas. [13] I

Cédula Presidencial Votação Vice-Presidencial
Cédula
James B. Weaver 995 James G. Field 733
James H. Kyle 265 Ben Stockton Terrell 554
Seymour F. Norton 1
Mann Page 1
Outros 1

A plataforma populista clamava pela nacionalização do telégrafo, telefone e ferrovias, cunhagem gratuita de prata, imposto de renda graduado e criação de caixas postais de poupança.

Nomeação do Partido da Proibição

    , ex-representante dos EUA da Califórnia, presidente do Partido da Proibição de Ohio

A sexta Convenção Nacional do Partido da Proibição foi realizada no Music Hall em Cincinnati, Ohio. Havia 972 delegados presentes de todos os estados, exceto Louisiana e Carolina do Sul.

Duas histórias importantes sobre a convenção surgiram antes de sua reunião. Em primeiro lugar, alguns membros do comitê nacional buscaram fundir os Partidos da Proibição e Populistas. Embora parecesse uma probabilidade de que a fusão se concretizasse, estava claro que isso não aconteceria no momento em que a convenção fosse convocada. Em segundo lugar, os estados do sul enviaram vários delegados negros. Os hotéis de Cincinnati recusaram-se a servir refeições para negros e brancos ao mesmo tempo, e vários hotéis recusaram totalmente o serviço para os delegados negros.

A convenção indicou John Bidwell da Califórnia para presidente na primeira votação. Antes da convenção, a disputa era considerada disputada entre Bidwell e William Jennings Demorest, mas a delegação de Nova York ficou irritada com Demorest e votou em Bidwell por 73–7. James B. Cranfill do Texas foi nomeado vice-presidente na primeira votação com 417 votos a 351 para Joshua Levering de Maryland e 45 para outros. [14]

Cédula Presidencial
Cédula
John Bidwell 590
Gideon T. Stewart 179
William Jennings Demorest 139
H. Clay Bascom 3

Nomeação do Partido Socialista do Trabalho

A primeira Convenção Nacional do Partido Trabalhista Socialista se reuniu na cidade de Nova York e, apesar de funcionar em uma plataforma que clamava pela abolição dos cargos de presidente e vice-presidente, decidiu nomear candidatos para esses cargos: Simon Wing de Massachusetts para presidente e Charles Matchett de Nova York para vice-presidente. Eles participaram da votação em cinco estados: Connecticut, Massachusetts, Nova Jersey, Nova York e Pensilvânia. [15]

Campanha

A questão tarifária dominou essa campanha um tanto sem brilho. Harrison defendeu o protecionista McKinley Tariff aprovado durante seu mandato. De sua parte, Cleveland garantiu aos eleitores que se opõe ao livre comércio absoluto e que continuará sua campanha pela redução da tarifa. Cleveland também denunciou o Lodge Bill, um projeto de lei de direitos de voto que buscava proteger os direitos dos eleitores afro-americanos no sul. [16] William McKinley fez campanha extensiva para Harrison, preparando o terreno para sua própria corrida quatro anos depois.

A campanha deu uma guinada sombria quando, em outubro, a primeira-dama Caroline Harrison morreu. Apesar dos problemas de saúde que atormentavam a Sra. Harrison desde sua juventude e piorou na última década, ela frequentemente acompanhava o Sr. Harrison em viagens oficiais. Em uma dessas viagens, para a Califórnia na primavera de 1891, ela pegou um resfriado. Rapidamente se aprofundou em seu peito, e ela finalmente foi diagnosticada com tuberculose. Um verão nas montanhas Adirondack não conseguiu restaurar sua saúde. Inválida nos últimos seis meses de vida, ela morreu na Casa Branca em 25 de outubro de 1892, apenas duas semanas antes da eleição nacional. Como resultado, todos os candidatos deixaram de fazer campanha.

Resultados

A margem no voto popular para Cleveland foi de 400.000, a maior desde a reeleição de Grant em 1872. [17] Os democratas ganharam a presidência e as duas casas do Congresso pela primeira vez desde 1856. A candidatura do presidente Harrison à reeleição foi decisiva perda na contagem popular e eleitoral, ao contrário da tentativa de reeleição do presidente Cleveland quatro anos antes, na qual ele ganhou o voto popular, mas perdeu o voto eleitoral. Cleveland foi o terceiro de apenas cinco presidentes a ganhar a reeleição com uma porcentagem menor do voto popular do que nas eleições anteriores, embora nos dois incidentes anteriores - James Madison em 1812 e Andrew Jackson em 1832 - nem todos os estados realizaram eleições populares . Ironicamente, Cleveland viu seu apoio popular diminuir não apenas com sua vitória eleitoral em 1884, mas também com sua derrota eleitoral em 1888. Uma redução de votos semelhante ocorreria novamente para Franklin D. Roosevelt em 1940 e 1944 e Barack Obama em 2012.

No nível municipal, o candidato democrata se saiu muito melhor do que o candidato republicano. O voto dos republicanos não foi tão difundido quanto o dos democratas. Em 1892, ainda era um partido baseado em uma seção, principalmente situado no Leste, Meio-Oeste e Oeste, e mal era visível ao sul da linha Mason-Dixon. No Sul, a festa durou apenas alguns condados. No leste do Tennessee e nas águas das marés na Virgínia, a votação em nível de condado mostrou alguma força, mas quase não existia no Alabama, Mississippi e Texas. [18]

Em uma continuação de seu colapso durante as eleições para o Congresso de 1890, o Partido Republicano ainda lutou em seus redutos do meio-oeste, onde problemas eleitorais gerais de problemas econômicos foram agudamente exacerbados pela promoção de leis de temperança e, em Wisconsin e Illinois, o apoio agressivo de políticos estaduais por leis de ensino obrigatório somente em inglês. Tais políticas, que particularmente no caso deste último estavam associadas a uma ascensão de atitudes nativistas e anticatólicas entre seus partidários, resultaram na deserção de grandes setores das comunidades de imigrantes, especialmente alemães, para o Partido Democrata. Cleveland conquistou Wisconsin e Illinois com seus 36 votos eleitorais combinados, uma vitória democrata não vista nesses estados desde 1852 [19] e 1856 [20], respectivamente, e que não se repetiria até a eleição de Woodrow Wilson em 1912. Embora não seja tão dramática a perda como em 1890, levaria até o próximo ciclo eleitoral para que os líderes republicanos mais moderados juntassem os pedaços deixados pelos cruzados reformistas e trouxessem os imigrantes alienados de volta ao redil. [21]

Dos 2.683 condados que retornaram, Cleveland venceu em 1.389 (51,77%), Harrison levou 1.017 (37,91%), enquanto Weaver ficou em primeiro lugar em 276 (10,29%). Um condado (0,04%) dividido igualmente entre Cleveland e Harrison.

O populista James B. Weaver, clamando por cunhagem gratuita de prata e uma política monetária inflacionária, recebeu um apoio tão forte no Ocidente que se tornou o único candidato de um terceiro partido entre 1860 e 1912 a manter um único estado. O Partido Democrata não tinha uma chapa presidencial nas urnas nos estados de Colorado, Idaho, Kansas, Dakota do Norte ou Wyoming, e Weaver venceu os quatro primeiros desses estados. [22] Weaver também teve um bom desempenho no Sul, ganhando condados no Alabama, Geórgia, Mississippi, Carolina do Norte e Texas. Os populistas se saíram melhor no Alabama, onde a chicana eleitoral provavelmente venceu os democratas. [17]

O tíquete da Lei Seca recebeu 270.879, ou 2,2% em todo o país. Foi o maior voto total e a maior porcentagem de votos recebidos por qualquer chapa nacional do Partido da Proibição.

Wyoming, tendo atingido o estado dois anos antes, tornou-se o primeiro estado a permitir que as mulheres votassem em uma eleição presidencial desde 1804. (As mulheres em Nova Jersey tinham o direito de votar segundo a constituição original do estado, mas esse direito foi rescindido em 1807.)

Wyoming também foi um dos seis estados (junto com Dakota do Norte, Dakota do Sul, Montana, Washington e Idaho) que participaram de sua primeira eleição presidencial. Este foi o maior número de novos estados votando desde a primeira eleição.

A eleição testemunhou muitos estados dividindo seus votos eleitorais. Os eleitores do estado de Michigan foram selecionados usando o método do distrito eleitoral (o vencedor em cada distrito eleitoral ganha um voto eleitoral, o vencedor do estado ganha dois votos eleitorais). Isso resultou em uma divisão entre os eleitores republicanos e democratas: nove para Harrison e cinco para Cleveland. [23] Em Oregon, a eleição direta de eleitores presidenciais combinada com o fato de que um eleitor de Weaver foi endossado pelo Partido Democrata e eleito como Fusionista, resultou em uma divisão entre os eleitores republicanos e populistas: três para Harrison e um para Weaver . [23] Na Califórnia, a eleição direta de eleitores presidenciais combinada com a disputa acirrada resultou em uma divisão entre os eleitores republicanos e democratas: oito para Cleveland e um para Harrison. [23] Em Ohio, a eleição direta de eleitores presidenciais combinada com a disputa acirrada resultou em uma divisão entre os eleitores republicanos e democratas: 22 para Harrison e um para Cleveland. [23] Em Dakota do Norte, dois eleitores do bilhete Democratic-Populist Fusion ganharam e um eleitor republicano ganhou. Isso criou uma delegação dividida de eleitores: um para Weaver, um para Harrison e um para Cleveland. [23]

Esta foi a primeira vez em que presidentes em exercício foram derrotados em duas eleições consecutivas. Isso não aconteceria novamente até 1980. A derrota de Harrison também marcou a única vez, até a derrota de Donald Trump em 2020, que o Partido Republicano perdeu a Casa Branca após apenas um mandato e perdeu o voto popular duas vezes consecutivas.

Esta foi a última eleição em que os democratas venceram a Califórnia até 1916 (embora tenha votado contra os republicanos apoiando o Partido Progressista em 1912), e a última em que os democratas venceram em Connecticut, Delaware, Illinois, Indiana, Nova Jersey, Nova York , West Virginia [24] e Wisconsin [19] até 1912.

Resultados eleitorais
Candidato presidencial Festa Estado de origem Voto popular Eleitoral
voto
Companheiro de corrida
Contar Percentagem Candidato a vice-presidente Estado de origem Voto eleitoral
Stephen Grover Cleveland Democrático Nova york 5,553,898 46.02% 277 Adlai Ewing Stevenson Illinois 277
Benjamin Harrison (titular) Republicano Indiana 5,190,819 43.01% 145 Whitelaw Reid Nova york 145
James Baird Weaver Populista Iowa 1,026,595 8.51% 22 James Gaven Field Virgínia 22
John Bidwell Proibição Califórnia 270,879 2.24% 0 James Britton Cranfill Texas 0
Simon Wing Trabalho Socialista Massachusetts 21,173 0.18% 0 Charles Horatio Matchett Nova york 0
De outros 4,673 0.04% De outros
Total 12,068,037 100% 444 444
Necessário para vencer 223 223

Fonte (votação popular): Leip, David. "Resultados da eleição presidencial de 1892". Atlas das Eleições Presidenciais dos EUA de Dave Leip . Recuperado em 27 de julho de 2005.

Geografia de resultados

Resultados por condado, sombreados de acordo com a porcentagem de votos do candidato vencedor

Galeria cartográfica

Mapa dos resultados da eleição presidencial por condado

Mapa dos resultados da eleição presidencial democrata por condado

Mapa dos resultados da eleição presidencial republicana por condado

Mapa dos resultados da eleição presidencial populista por condado

Mapa de "Outros" resultados das eleições presidenciais por condado

Cartograma dos resultados da eleição presidencial por condado

Cartograma dos resultados da eleição presidencial democrata por condado

Cartograma dos resultados da eleição presidencial republicana por condado

Cartograma dos resultados da eleição presidencial populista por condado

Cartograma de "outros" resultados da eleição presidencial por condado

Resultados por estado

Fonte: dados de Walter Dean Burnham, Cédulas presidenciais, 1836-1892 (Johns Hopkins University Press, 1955) pp 247–57. [25]


Eleição presidencial de 1892: um guia de recursos

As coleções digitais da Biblioteca do Congresso contêm uma grande variedade de material associado à eleição presidencial de 1892, incluindo cartazes, impressos, cartuns políticos, partituras, artigos de jornais e documentos do governo. Este guia compila links para materiais digitais relacionados à eleição presidencial de 1892 que estão disponíveis no site da Biblioteca do Congresso. Além disso, fornece links para sites externos com foco na eleição de 1892 e uma bibliografia selecionada.

Resultados da eleição presidencial de 1892 [1]

Crônicas da América: jornais americanos históricos

    . & quot O mundo noturno. (New York, N.Y.), 10 de junho de 1892.
  • & quotCleveland. A vitória empoleira-se no estandarte do ex-presidente. & Quot The Columbia Herald. (Columbia, Tenn.), 24 de junho de 1892.. & Quot The Wheeling Daily Intelligencer. (Wheeling, W. Va.), 23 de junho de 1892.
  • & quotJames B. Weaver. O candidato lógico do Partido do Povo. & Quot The Morning Call. (San Francisco, Califórnia), 5 de julho de 1892.. & Quot The National Tribune. (Washington, D.C.), 27 de outubro de 1892.
  • & quotGlorious Victory. Um ciclone democrático varre o país. & Quot Os tempos. (Richmond, Va.), 9 de novembro de 1892.
  • & quotCleveland. Não há mais dúvidas de que ele foi eleito presidente. & Quot Tele Austin Weekly Statesman. (Austin, Tex.), 10 de novembro de 1892.

Divisão de Impressos e Fotografias

O Projeto da Presidência Americana: Eleição de 1892

O site do American Presidency Project apresenta os resultados das eleições presidenciais de 1892. This site also contains the Democratic Party Platform, and the Republican Party Platform, and the Populist Party Platform of 1892.

This HarpWeek Web site features political cartoons from Harper's Weekly, Leslie's Illustrated Weekly, Vanity Fair, Puck, Judge, and American Political Prints, 1766-1876: A Catalog of the Collections in the Library of Congress. It provides explanations of the historical context and images of each cartoon, campaign overviews, biographical sketches, a review of the era's major issues, and other valuable information related to the 1892 presidential election.


The Negotiations Begin in Homestead

Eight Lodges of the Amalgamated Association of Iron and Steel Workers

The “Association” was a national organization in the iron and steel industry. Its membership was restricted to skilled workers in the rolling mills and puddling furnaces. The union’s membership did not include the laborers (who were an important part of the labor force.) At the beginning of the 1890s, the AAISW was the largest trade union in the United States, claiming 290 lodges and 24,068 members.

At the beginning of 1892, the workers at Homestead were still operating under an agreement signed by the Carnegie Company and the Amalgamated Association in 1889. (It was due to expire on June 30, 1892.) While Carnegie tried to portray himself as a friend of his employees, he was, in fact, determined to break the union. Carnegie had placed the rabid anti-unionist Henry Clay Frick in charge of his company’s operations in 1881. Carnegie ordered the Homestead plant to manufacture large amounts of inventory so that the plant could survive a strike.

  • Henry Clay Frick developed a “hard-nose” reputation through his labor experiences in the coke business. Famously quoted: “There can only be one boss. There can only be one manager.”
  • Started the H.C. Frick Coke Company, half of which was later bought by Carnegie, in late 1870 and experienced some strikes under his management
  • Broke these strike using Pinkerton Detectives, militiamen, and non-union workers
  • His hostility towards unions was a key component to the Homestead Strike
  • Was appointed Chairman of the Homestead mill in early 1892

In February 1892, Frick and leaders of the Amalgamated Association began negotiations. The Amalgamated Association’s contract was set to expire on June 30, 1892. The union expected a pay raise in their next contract. But, Frick had other plans.

  1. That the minimum sliding scale wage threshold for skilled workers be reduced from $25 to $22 per ton. (later settled at $23, a reduction of 8%).
  2. A 15% reduction of tonnage wages in those departments in the mills where the improvements have been made and which enable the workingmen to increase the output and consequently their earnings.
  3. That the Amalgamated contract expire December 31st, 1893 instead of June 30th, 1894.

While the first two clauses were purely monetary, the last was critical. The union was strongest during the summer since it was so hot in the mills that not many non-union workers would work there. But in the colder months the warm mills attracted many which gave Carnegie Steel the advantage in negotiations.

The President of the Amalgamated Association, Hugh O’Donnell, expressed the union’s position in the negotiations:
“Moreover, I told them, you can tell your people we are willing to make any reductions where [the Carnegie Company] can show any reductions are necessary. We want to settle it without trouble don’t want a strike.”


Elections similar to or like 1892 United States presidential election

Complete list of people who received an electoral vote in a United States presidential election. For all elections past 1804, "P" denotes a presidential vote, and "VP" denotes a vice presidential vote. Wikipedia

Indirect election in which citizens of the United States who are registered to vote in one of the fifty U.S. states or in Washington, D.C., cast ballots not directly for those offices, but instead for members of the Electoral College. These electors then cast direct votes, known as electoral votes, for president, and for vice president. Wikipedia

These lists are a companion to the Wikipedia article entitled United States presidential nominating convention. The two right-hand columns show nominations by notable conventions not shown elsewhere. Wikipedia

List of United States presidential candidates. Held in 1788-1789, followed by the second in 1792. Wikipedia

List of United States presidential candidates by number of votes received. Elections have tended to have more participation in each successive election, due to the increasing population of the United States, and, in some instances, expansion of the right to vote to larger segments of society. Wikipedia

The 29th quadrennial presidential election, held on Tuesday, November 6, 1900. In a re-match of the 1896 race, incumbent Republican President William McKinley defeated his Democratic challenger, William Jennings Bryan. Wikipedia

List of American electoral candidates for the offices of President of the United States and Vice President of the United States of the modern Democratic Party, either duly preselected and nominated, or the presumptive nominees of a future preselection and election. Official campaign that received Electoral College votes are listed. Wikipedia

The 31st quadrennial presidential election, held on Tuesday, November 3, 1908. Secretary of War and Republican Party nominee William Howard Taft defeated three-time Democratic nominee William Jennings Bryan. Wikipedia

The 25th quadrennial presidential election, held on Tuesday, November 4, 1884. It saw the first election of a Democrat as President of the United States since James Buchanan in 1856 and the first Democratic president since the American Civil War. Wikipedia

The 1892 United States presidential election in New York took place on November 8, 1892. All contemporary 44 states were part of the 1892 United States presidential election. Wikipedia

The United States has had a two-party system for much of its history, and the major parties of the two-party system have dominated presidential elections for most of U.S. history. Since the ratification of the United States Constitution in 1788, there have been 52 unsuccessful major party candidates for President of the United States. Wikipedia

List of the candidates for the offices of President of the United States and Vice President of the United States of the Republican Party, either duly preselected and nominated, or the presumptive nominees of a future preselection and election. Official campaign that received Electoral College votes are listed. Wikipedia

The 1892 United States presidential election in Michigan took place on November 8, 1892. All contemporary 44 states were part of the 1892 United States presidential election. Wikipedia


Conteúdo

Republican Party nomination

Benjamin Harrison's administration was widely viewed as unsuccessful, and as a result, Thomas C. Platt (a political boss in New York) and other disaffected party leaders mounted a dump-Harrison movement coalescing around veteran candidate James G. Blaine of Maine, a favorite of Republican party regulars. Blaine had been the 1884 nominee when he was beaten by Democrat Grover Cleveland. Privately Harrison did not want to be renominated for the Presidency, but he remained opposed to the nomination going to Blaine who he was convinced intended to run, and thought himself the only candidate capable of preventing such an occurrence. Blaine however did not relish another fight for the nomination and a rematch against Cleveland at the general election, nor did he want it. His health had begun to fail and three of his children had recently died, Walker and Alice in 1890, and Emmons in 1892. Blaine refused to actively run, but the cryptic nature of his responses to a draft effort fueled speculation that he was not averse to such a movement. This was not helped when Benjamin Harrison curtly demanded that he either renounce his supporters or resign his position as Secretary of State, with Blaine choosing the latter a scant three days before the National Convention. A boom began to build around the "draft Blaine" effort with supporters hoping to cause a break towards their candidate. [2]

Senator John Sherman of Ohio, who had been the leading candidate for the nomination at the 1888 Republican Convention before Harrison's nomination, was also brought up again as a possible challenger. Like Blaine however he was averse to another bitter battle for the nomination and "am in respect like the rebels down South, want to be let alone." This inevitably turned attention to Ohio's Governor William McKinley who, despite his feelings toward Harrison and popularity among the base, was indecisive as to his intentions. He was not averse to receiving the nomination, but did not expect to win it either. However, should Blaine and Harrison fail to attain the nomination after a number of ballots, he felt he could be brought forth as a harmony candidate. Despite Mark Hanna's urgings McKinley would not openly put himself out as a potential candidate, afraid of offending Harrison and Blaine's supporters, while also feeling that the coming elections would not favor the Republicans. [3]

Nonetheless, the president's forces had the nomination locked up by the time delegates met in Minneapolis on June 7–10, 1892. Richard Thomas of Indiana delivered Harrison's nominating speech. Harrison was nominated on the first ballot with 535.17 votes to 182.83 for Blaine, 182 for McKinley, and the rest scattered. McKinley had protested when the Ohio delegation had thrown its entire vote in his name, despite not being formally nominated, but Joseph Foraker, who headed the delegation, managed to silence him on a point of order. [4] With the ballots counted, many observers were surprised at the strength of the McKinley vote, nearly having overtaken Blaine. Whitelaw Reid of New York, editor of the New York Tribune and recent U.S. Ambassador to France, was nominated for vice-president. The incumbent Vice President, Levi Morton, was supported by many at the convention including Reid himself, but did not wish to serve another term. [4] President Harrison also did not want to keep Morton on the ticket.

Democratic Party nomination

By the beginning of 1892, many Americans were ready to return to Cleveland's political policies. While the clear frontrunner for the Democratic presidential nomination, he was far from the universal choice of the party's supporters many like Henry Watterson and Charles Dana thought that if he were to attain the nomination their party would lose in November, but there were few capable of challenging him effectively. Though he had remained relatively quiet on the issue of silver versus gold, often deferring to bi-metallism, Senate Democrats in January 1891 voted for free coinage of silver. Furious, he sent a letter to Ellery Anderson who headed the New York Reform Club, condemning the party's apparent drift towards inflation and agrarian control, the "dangerous and reckless experiment of free, unlimited coinage of silver at our mints." Adviser's warned that such statements might alienate potential supporters in the South and West and risk his chances for the nomination, but Cleveland felt that being right on the issue was more important than the nomination. After making his position clear Cleveland worked to focus his campaign on tariff reform, hoping that the silver issue would dissipate. [5]

A challenger emerged in the form of David Hill, former Governor and incumbent Senator of New York. In favor of bi-metallism and tariff reform, Hill hoped to make inroads with Cleveland's supporters while appealing to those in the South and Midwest that were not keen on nominating Cleveland for a third consecutive time Hill had unofficially begun running for the position as early as 1890, and even offered former Postmaster General Donald Dickinson his support for the Vice Presidential nomination. However he was not able to escape his past association with Tammany Hall which he supported as well as machine politics, and the lack of confidence in his ability to defeat Cleveland for the nomination kept Hill from attaining the support he needed. By the time of the convention Cleveland had carried the support of majority of the state Democratic parties, though his native New York remained pledged to Senator Hill. [6]

In a narrow first-ballot victory, Cleveland received 617.33 votes, barely 10 more than needed, to 114 for Senator David B. Hill of New York, the candidate of Tammany Hall, 103 for Governor Horace Boies of Iowa, a populist and former Republican, and the rest scattered. Although the Cleveland forces preferred Isaac P. Gray of Indiana for vice-president, Cleveland directed his own support to the convention favorite, Adlai E. Stevenson of Illinois. [7] As a supporter of using greenbacks and free silver to inflate the currency and alleviate economic distress in rural districts, Stevenson balanced the ticket headed by Cleveland, the hard-money, gold standard supporter. At the same time it was hoped that his nomination would represent a promise not to ignore regulars, and so potentially get Hill and Tammany Hall to support the Democratic ticket to their fullest in the coming election. [8] [9]

People's Party nomination

Candidates gallery

In 1891, the farmers' alliances met with delegates from labor and reform groups in Cincinnati, Ohio, and discussed forming a new political party. They formed the People's Party, commonly known as the "Populists," a year later in St. Louis, Missouri.

Leonidas L. Polk was the initial frontrunner for the presidential nomination, having been instrumental in the party's formation and holding great appeal to its agrarian base, but he unexpectedly died while in Washington D.C. on June 11. Another oft mentioned candidate for the nomination was Walter Q. Gresham, an appellate judge who had made a number of rulings against the railroads that made him a favorite of some farmer and labor groups, and it was felt that his rather dignified image would make the Populists appear as more than a minor contender. Both Democrats and Republicans feared his nomination for this reason, and while Gresham toyed with the idea, he ultimately was not ready to make a complete break with the two parties, declining petitions for his nomination right up to and during the Populist Convention. Later he would endorse Grover Cleveland for the Presidency. [10]

At the first Populist national convention in Omaha, Nebraska, in July 1892, James B. Weaver of Iowa was nominated for president on the first ballot, now lacking any serious opposition to his nomination. While his nomination brought with him significant campaigning experience from over several decades, he also had a longer tract of history for which Republicans and Democrats could criticize him, and also alienated many potential supporters in the South, having participated in Sherman's March to the Sea. James G. Field of Virginia was nominated for vice-president to try and rectify this problem while also attaining the regional balance often seen in Republican and Democratic tickets. [11]

Presidential Ballot Vice Presidential Ballot
Ballot
James B. Weaver 995 James G. Field 733
James H. Kyle 265 Ben Stockton Terrell 554
Seymour F. Norton 1
Mann Page 1
Outros 1

The Populist platform called for nationalization of the telegraph, telephone, and railroads, free coinage of silver, a graduated income tax, and creation of postal savings banks.

People's Party Platform

Assembled upon the 116th anniversary of the Declaration of Independence, the People's Party of America in their first national convention, invoking upon their action the blessing of Almighty God, put forth in the name and on the behalf of the people of this country, the following preamble and declaration of principles:

PREAMBLE The conditions which surround us best justify our co-operation we meet in the midst of a nation brought to the verge of moral, political, and material ruin. Corruption dominates the ballot-box, the Legislatures, the Congress, and touches even the ermine of the bench. The people are demoralized most of the States have been compelled to isolate the voters at the polling places to prevent universal intimidation and bribery. The newspapers are largely subsidized or muzzled, public opinion silenced, business prostrated, homes covered with mortgages, labor impoverished, and the land concentrating in the hands of capitalists. The urban workmen are denied the right to organize for self-protection imported pauperized labor beats down their wages, a hireling standing army, unrecognized by our laws, is established to shoot them down, and they are rapidly degenerating into European conditions. The fruits of the toil of millions are boldly stolen to build up colossal fortunes for a few, unprecedented in the history of mankind and the possessors of these, in turn despise the Republic and endanger liberty. From the same prolific womb of governmental injustice we breed the two great classes - tramps and millionaires. The national power to create money is appropriated to enrich bond-holders a vast public debt payable in legal tender currency has been funded into gold-bearing bonds, thereby adding millions to the burdens of the people. Silver, which has been accepted as coin since the dawn of history, has been demonetized to add to the purchasing power of gold by decreasing the value of all forms of property as well as human labor, and the supply of currency is purposely abridged to fatten usurers, bankrupt enterprise, and enslave industry. A vast conspiracy against mankind has been organized on two continents, and it is rapidly taking possession of the world. If not met and overthrown at once, it forebodes terrible social convulsions, the destruction of civilization, or the establishment of an absolute despotism. We have witnessed for more than a quarter of a century the struggles of the two great political parties for power and plunder, while grievous wrongs have been inflicted upon the suffering people. We charge that the controlling influence dominating both these parties have permitted the existing dreadful conditions to develop without serious effort to prevent or restrain them. Neither do they now promise us any substantial reform. They have agreed together to ignore, in the coming campaign, every issue but one. They propose to drown the outcries of a plundered people with the uproar of a sham battle over the tariff, so that capitalists, corporations, national banks, rings, trusts, watered stock, the demonetization of silver and the oppressions of usurers may all be lost sight of. They propose to sacrifice our homes, lives, and children on the altar of mammon to destroy the multitude in order to secure corruption funds from the millionaires. Assembled on the anniversary of the birthday of the nation, and filled with the spirit of the grand general and chief who established our independence, we seek to restore the government of the Republic to the hands of "the plain people," with which class it originated. We assert our purposes to be identical with the purposes of the National Constitution, to form a more perfect union and establish justice, insure domestic tranquility, provide for the common defense, promote the general welfare, and secure the blessings of liberty for ourselves and our posterity. We declare that this Republic can only endure as a free government while built upon the love of the whole people for each other and for the nation that it cannot be pinned together by bayonets that the civil war is over and that every passion and resentment which grew out of it must die with it, and that we must be in fact, as we are in name, one united brotherhood of freemen. Our country finds itself confronted by conditions for which there is no precedent in the history of the world our annual agricultural productions amount to billions of dollars in value, which must, within a few weeks or months be exchanged for billions of dollars' worth of commodities consumed in their production the existing currency supply is wholly inadequate to make this exchange the results are falling prices, the formation of combines and rings, the impoverishment of the producing class. We pledge ourselves that, if given power, we will labor to correct these evils by wise and reasonable legislation, in accordance with the terms of our platform. We believe that the power of government - in other words, of the people - should be expanded (as in the case of the postal service) as rapidly and as far as good sense of an intelligent people and the teachings of experience shall justify, to the end that oppression, injustice and poverty, shall eventually cease in the land. While our sympathies as a party of reform are naturally upon the side of every proposition which will tend o make men intelligent, virtuous and temperate, we nevertheless regard these questions, important as they are, as secondary to the great issues now pressing for solution, and upon which not only our individual prosperity but the very existence of free institutions depend and we ask all men to first help us to determine whether we are to have a republic to administer, believing that the forces of reform this day organized will never cease to move forward, until every wrong is remedied, and equal rights and equal privileges securely established for all the men and women of this country. PLATFORM We declare, therefore, Primeiro - That the union of the labor forces of the United States this day consummated shall be permanent and perpetual may its spirit enter into all hearts for the salvation of the Republic and the uplifting of mankind. Second - Wealth belongs to him who creates it, and every dollar taken from industry without an equivalent is robbery. "If any will not work, neither shall he eat." The interests of rural and civic labor are the same their enemies are identical. Third - We believe that the time has come when the railroad corporations will either own the people or the people must own the railroads, and should the government enter upon the work of owning and managing all railroads, we should favor an amendment to the Constitution by which all persons engaged in the government service shall be placed under a civil service regulation of the most rigid character, so as to prevent the increase of the power of the national administration by the use of such additional government employees. Finança - We demand a national currency, safe, sound, and flexible, issued by the general government only, a full legal tender for all debts, public and private, and that without the use of banking corporations, a just, equitable, and efficient means of distribution direct to the people, at a tax not to exceed 2 per cent per annum, to be provided as set forth by the sub-treasury plan of the Farmers' Alliance, or a better system also by payments in discharge of its obligations for public improvements. 1. We demand free and unlimited coinage of silver and gold at the present legal ration of 16 to 1. 2. We demand that the amount of circulating medium be speedily increased to not less than $50 per capita. 3. We demand a graduated income tax. 4. We believe that the money of the country should be kept as much as possible in the hands of the people, and hence we demand that all State and national revenues shall be limited to the necessary expenses of the government, economically and honestly administered. 5. We demand that postal savings banks be established by the government for the safe deposit of the earnings of the people and to facilitate exchange. Transportation - Transportation being a means of exchange and a public necessity, the government should own and operate the railroads in the interest of the people. The telegraph and telephone, like the post office system, being a necessity for the transmission of news, should be owned and operated by the government in the interest of the people. Terra - The land, including all the natural sources of wealth, is the heritage of the people, and should not be monopolized for speculative purposes, and alien ownership of land should be prohibited. All land now held by the railroads and other corporations in excess of their actual needs, and all lands now owned bu aliens, should be reclaimed by the government and held for actual settlers only.

Recently in History

Really, [the Panic of 1893] locked into the American psyche the idea that Democrats can’t handle money. You should read those newspapers from back then they all say, We told you, as soon as Democrats got into power, they would destroy the economy.

Of course, we’re living with this now. And you tell me that that’s not going to happen, the minute that Biden, if he gets elected, gets in there. The same way people blame Obama for the crash of 2008. I mean, if Biden is selected, in January, when he takes over, the economy is going to be in the toilet. We have debts like nobody’s business, and they’re going to insist that there’s no money to do anything. It could be just horrible, and that’s exactly what happened after Cleveland was elected in 1892.


Assista o vídeo: Marcelo vence mas Ventura vive uma noite história ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS 2021 (Janeiro 2022).